O Novo Banco apresentou prejuízos superiores a mil milhões de euros no exercício de 2018 e vai pedir 1,15 mil milhões de euros ao Fundo de Resolução.

Em funções dos prejuízos elevados, o banco liderado por António Ramalho vai pedir uma injeção de capital de 1.149 milhões de euros ao Fundo de Resolução, divulgou esta sexta-feira a instituição, em comunicado. "Em resultado das perdas das vendas e da redução dos ativos legacy, o NOVO BANCO irá solicitar uma compensação de 1.149 M€ [milhões de euros] ao abrigo do atual Mecanismo de Capital Contingente (CCA). Este montante decorre em 69% das perdas assumidas sobre os ativos incluídos no CCA e 31% devido a requisitos regulatórios de aumento de capital no quadro do ajustamento do período transitório dos rácios de capital e ao impacto do IFRS 9".

Ainda segundo o banco, o valor das compensações relativamente a 2017 e 2018 "totalizam 1,9 mM€ [mil milhões de euros] que compara com o montante máximo estabelecido no CCA de 3,89 mM€".

Pin It