A cada semana, cada tiro, cada melro. E esta não será diferente!

Bom, temos visto que Alexandre Almeida, o atual Presidente da Câmara Municipal de Paredes, tem estado distraído e o mais engraçado disto tudo… é que continua.

Se não fosse assim não tinha gastado uma verba tão avultada para enviar para sua casa, para casa dos Paredenses, uma revista que se chama “Paredes é obra”, que por acaso até foi paga precisamente por si. Não reparou ao folhear, naquele toque quase que sedoso daquelas páginas?! Não reparou ao folhear, naquele brilho quase de que de ouro que reluz daquelas páginas?! Não lhe pareceu que fazer aquela revista é algo demasiado caro, ainda por cima num tempo de pandemia?! Pena é que ao que parece esta revista só foi distribuída em algumas freguesias do concelho de Paredes, eventualmente de forma estratégica, pelo que alguns não saberão a que me refiro pois residem numa freguesia ou zonas de freguesias excluídas desta estratégica de distribuição da revista, por parte de Alexandre Almeida. E tal aconteceu porquê? Para não chegar a saber que a sua freguesia teve direito a muito menos obras do que outras freguesias do concelho de Paredes? Foi para não perceber que as promessas da campanha eleitoral de 2017 para a sua freguesia não passaram de uma promessa e ficaram muito aquém do desejado? E quem recebeu a revista? Recebeu para que ficasse a saber que tem à sua porta umas piscinas ao ar livre, construídas em plena pandemia, o que traduz, rios de dinheiro mal gasto?!

Bem que eu tenho alertado que Alexandre Almeida aparentemente já está em fase de campanha de eleitoral, uma vez que todos temos verificado várias obras pontuais, desnecessárias, dispendiosas, e, realizadas com muita pressa. Agora, todos percebemos o porquê, afinal de contas, havia uma revista nas quais essas ditas obras precisavam de ser publicadas. E, logo agora, a meses das eleições autárquicas deste ano.

Se analisarmos o apoio que Alexandre Almeida, o atual Presidente da Câmara Municipal de Paredes, tem dado a nível social às famílias e às empresas do concelho, para ultrapassarem as dificuldades que estão a sofrer por causa desta pandemia, e, compararmos com estes gastos em publicidade à sua própria pessoa, bem percebemos qual é a sua verdadeira preocupação e objetivo!

E não fico por aqui….

Já repararam, que está por aí a circular um inquérito online, supostamente, para que os Paredenses possam participar e dar a sua opinião sobre o que esperam para o desenvolvimento do concelho nos próximos anos?

O que acha da altura exata em que este inquérito surgiu?

Não lhe parece estranho a Câmara Municipal esteja a promover este questionário, a cerca de 6 meses das próximas eleições autárquicas? A cerca de 6 meses do final do primeiro mandato de Alexandre Almeida? Só agora? Porquê precisamente agora?

Não lhe está a parecer que é uma forma de Alexandre Almeida obter informações privilegiadas sobre a opinião dos Paredenses, para que depois com base nestas defina as promessas da sua campanha eleitoral das eleições autárquicas deste ano de 2021?

De facto, estas respostas podem ser perfeitamente canalizadas para seu próprio proveito pois é o único que as saberá!

Verifiquei também que apenas as piscinas situadas na cidade de Paredes estão abertas ao público e em funcionamento corrente, no entanto, as restantes piscinas municipais continuam encerradas. Não deveria ter sido devidamente previsto a abertura de um equipamento tão importante para os residentes no concelho, como é o caso das piscinas, também nas restantes freguesias? Bom, espero que pelo menos estejam a aproveitar esta fase em que as piscinas não abrem para adotar as melhores medidas de manutenção de modo que não voltem a surgir casos de legionella, como infelizmente já aconteceu.

Por último, gostaria de terminar esta Crónica fazendo uma referência à potencial exploração do complexo mineiro das Banjas, na zona da freguesia da Sobreira, alertando que é um tema de especial interesse e que deve ser bem analisado de modo que o concelho não seja prejudicado, nomeadamente, a freguesia de Sobreia e as restantes freguesias contíguas. Onde está Alexandre Almeida e o que tem feito e irá fazer para intervir neste tema?! Fica para refletir.

- Cristiana Seabra

Pin It