Em vez de falta de verdade, anseio por uma política responsável e consequente. Apesar de não ser muito velho, já não tenho idade para a falta de princípios por parte de quem não tem responsabilidade e se refugia na falta de verdade. Fui assistindo nas últimas semanas, ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Paredes a iniciar algumas obras no Concelho de Paredes, perdão, na cidade de Paredes, pois nas restantes freguesias ficamos pelos anúncios e obras inacabadas. E por falar em obras inacabadas, fomos confrontados com toda a demagogia mais primária da Sr.ª Presidente de Junta de Freguesia de Rebordosa, que numa ação de campanha meramente política, anunciou em Assembleia de Freguesia que, finalmente, a escola EB2/3 de Rebordosa tinha todas as condições para iniciar a atividade letiva.

Mas não, Sr.ª Presidente, não tem.

Numa visita à escola para verificar as condições da mesma, após a sua requalificação, Ricardo Sousa, candidato à câmara municipal pela coligação PSD-CDS, e alguns deputados do PSD pelo círculo do distrito do Porto que o acompanhavam, depararam-se com uma realidade bem diferente.

Ouviram com preocupação algumas reivindicações do Sr. Presidente do Agrupamento de Escolas de Vilela e verificaram que ao nível dos laboratórios de físico-química, biologia e geologia faltam as bancadas e exaustores, as salas de educação visual e tecnológica ainda não têm as bancadas para limpeza dos materiais e ao nível dos balneários de educação física, os mesmos não contemplam água quente por falta de uma caldeira para o efeito. Mas os pontos mais preocupantes desta visita, foi verificar que as portas abrem em sentido contrário, colocando toda a comunidade escolar em risco no caso de uma emergência, acrescentar ainda que na eventualidade de um acidente no pavilhão desportivo, não existe acesso para uma ambulância de socorro e que os alunos de mobilidade reduzida não podem aceder aos pavilhões de ensino por falta de rampas para cadeiras de rodas. A Sr.ª Presidente ao invés de aproveitar o momento para clarificar as deficiências nas obras de requalificação e solicitar a colaboração dos deputados, permite ser instrumentalizada pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal, numa obra em que se verifica que não existiu um estudo profundo para sua requalificação, a obra está por terminar e as lacunas ao nível da segurança, só são possíveis num país de terceiro mundo.

Foi aqui retratado apenas um exemplo de pessoas com responsabilidades muito acima das de um vulgar cidadão, mas que faltam à verdade.

Assim, não!

Resta-me complementar com a seguinte frase: Acorda Povo!!!

 

Nelson Ferreira - PSD Paredes

Pin It