O chavão ‘não pode valer tudo na política' é usado com recorrência e, por vezes, de forma leviana. Mas há momentos em que esse termo se aplica com a máxima das verdades, porque assistimos a acontecimentos em que, na realidade, não pode valer tudo. Principalmente quando percebemos da existência de teatros mediáticos proporcionados por alguns atores, que querem ficar com o protagonismo em função de uma ambição desmedida e narcisista.

Esses predicados levam a condutas pouco abonatórias e nada democráticas, como, por exemplo, assistirmos a insinuações de intimidação a militantes do partido que sempre o apoiou, demonstrando tiques de ditador, esquecendo-se, porém, que ainda há militantes que caminham com a sua liberdade e não a vendem por nada, mesmo sentindo de perto as tentativas de condicionalismo à liberdade provocada pela tal intimidação. Em vez destes jogos de poder e controlo incessante sobre o próximo, seria mais importante despender as energias na comunidade, através de ações que justificassem o lugar que ocupa. Há casos que nos preocupa, desde logo no Ambiente, quando percebemos que o Ecoponto existente em Paços de Ferreira simplesmente está de portas fechadas ao sábado, ou então a ausência de luz pública em vários pontos do concelho, por falta de substituição de centenas de luminárias LED fundidas... Isto sim, seria exercer um verdadeiro serviço à comunidade.

Pin It