Os empresários com pequenos comércios instalados no nosso concelho de Paços de Ferreira não foram tidos nem achados nestes dois meses de pandemia.

Tivemos um presidente da Câmara que ia para o Facebook alarmar para as pessoas não saírem de casa mas esqueceu-se que sem trabalho não há pão. Se ainda tivesse a preocupação de encontrar formas de ajudar esses empresários a reduzir os custos e as despesas era de tirar o chapéu, só que o que vimos foram manobras para distrair o povinho e sem que este saísse o menos prejudicado possível. As provas estão nas faturas que continuam a chegar aos cafés e mercearias das nossas freguesias. Das pessoas que precisam de cada cêntimo para que não falte nada em casa. As faturas da água, do saneamento e do lixo são entregues nas caixas dos correios com os mesmos valores, como se nada se tivesse passado nestes últimos meses. As pessoas deixaram de ganhar mas continuam a pagar o mesmo e sem que o nosso presidente da câmara se importe. Apenas se preocupou com os alarmes do Facebook para que as pessoas  não saíssem de casa e agora que já saiu desse registo não faltam aparições públicas para inaugurações, algumas do faz de conta. Só não voltaram as festas e as festinhas porque o vírus não deixa.

Hélder Silva – militante do PS Paços de Ferreira

Pin It