O número de casamentos está a aumentar em Portugal, ao contrário dos divórcios, em que está a verificar-se uma tendência descendente.

De acordo com os dados do INE, em 2017 foram contabilizados 33.634 casamentos, um valor que está 27.4% abaixo do verificado em 2007, quando o número de casamentos ascendeu a 46.329, revelou a Marktest. Neste período (2007-2017), observa-se uma quebra contínua no número de casamentos até 2014 (onde se regista o valor mínimo de 31 478). A partir de 2014, o número de casamentos inicia uma tendência crescente, chegando a 2017 com o maior valor desde 2012.

Já o número de divórcios, após um período de crescimento entre 2007 e 2010 (ano em que registou o valor máximo de 27 556), seguiu uma tendência descendente (apenas quebrado pelo aumento em 2015), chegando a 2017 com 21 577 divórcios – o valor mais baixo da década em análise.

Considerando estes dados em termos de taxas, vemos que a taxa bruta de nupcialidade (casamentos por mil habitantes) passou de 4.4‰ em 2007 para 3.3‰ em 2017.

Em termos concelhios, o concelho do São Brás de Alportel foi o que apresentou a maior taxa de nupcialidade em 2017, com 18.2‰. Pelo contrário, em Marvão registou-se a menor taxa, de 0.3 ‰.

Considerando a taxa de divórcio, esta passou de 2.4‰ em 2007 para 2.1‰ em 2017.

Em 2017, a maior taxa de divórcios foi observada no concelho de Lajes das Flores, com 4.7 divórcios por mil habitantes, ao contrário do concelho de Alcoutim, onde a taxa de divórcio foi nula.

Pin It

Publicidade (4)

Mais Lidas