A Polícia Judiciária apreendeu cerca de três milhões de euros em numerário, que estavam na posse de sete indivíduos que se preparavam para abandonar o país de avião.

A Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária apreendeu cerca de três milhões de euros em numerário, no Aeroporto de Lisboa, acondicionados no interior de malas de viagem. Segundo a PJ, os passageiros, “três mulheres e quatro homens, preparavam-se para abandonar o continente Europeu por via aérea, quando foram detetados e detidos e as quantias que transportavam apreendidas.

Este modus operandi consiste na utilização das vulgarmente designadas money mules para efetuar o transporte do numerário de um continente para outro, sendo característico de uma das fases do branqueamento de capitais, conhecida como circulação.

Nesta fase do branqueamento, os ganhos obtidos são alvo de múltiplas e variadas operações, visando distanciar a sua origem criminosa e impossibilitar a deteção, rastreio, sua proveniência e propriedade. A principal e fundada suspeita quanto à proveniência destas quantias, agora apreendidas, é que as mesmas provêm e têm subjacentes o crime de fraude fiscal.

As apreensões e detenções resultaram de sucessivas operações e ações de prevenção criminal desenvolvidas pela Polícia Judiciária, desde finais do ano transato até ao presente”, concluiu a PJ, em comunicado.

Pin It