A Comissão Política Concelhia do PSD de Paredes enviou uma carta aberta ao presidente da Câmara Municipal, Alexandre Almeida, para pedir esclarecimentos sobre a intenção da empresa Be Water reclamar 200 milhões de euros pelo resgate da concessão da água e saneamento.

Os sociais-democratas pretendem que Alexandre Almeida esclareça a notícia publicada na edição do fim de semana de um semanário económico, com o título “Be Water quer 200 milhões por resgate em Paredes” e enviaram algumas questões ao presidente da autarquia:

“É verdade que a Be Water pretende ser indemnizada com 200 milhões de euros para que o resgate da concessão em Paredes se concretize?

É verdade, ou não, que Alexandre Almeida já sabia desta intenção da Be Water aquando da última Assembleia Extraordinária, reunida a pedido dos Deputados do PSD, para se discutir este tema, e a escondeu de todos os membros da Assembleia Municipal?

Alexandre Almeida decidiu premiar com 22,5 milhões de euros a Be Water, em detrimento de lhe exigir uma indeminização pelos mais de 30 milhões referentes ao investimento que esta não fez e ao qual estava contratualmente obrigada.

O PSD alertou publicamente, por diversas vezes, Alexandre Almeida de que estava a percorrer um caminho perigoso já que estava a dar argumentos à Be Water para explorar a situação. Agora, a empresa sente-se com legitimidade para exigir um valor deste calibre.

Porque escondeu Alexandre Almeida, durante este mandato, as relações entre a Câmara e a Be Water, dizendo sempre que eras as melhores, que o acordo estava para breve, e “que as relações com a Be Water estavam boas e recomendavam-se”. O que se passou entretanto, nestes últimos quatro meses, que os paredenses desconhecem?”

“Com a medida agora aprovada por Alexandre Almeida, a ser verdade o pedido de 200 milhões de euros, o PSD de Paredes responsabiliza este edil pela hipoteca da autarquia, da qual resultarão prejuízos elevados para a população do concelho que irá ser privada de melhorias em todas as suas infraestruturas”, acrescentou o partido da oposição.

O Presidente da Comissão Política do PSD de Paredes, Ricardo Sousa, interroga ainda: “Alexandre Almeida pretende uma glória ao informar os paredenses que conseguiu reduzir os 200 milhões de euros para um valor inferior ao pedido numa eventual negociação? Alexandre Almeida pretende assim, independentemente do valor, dar uma esmola avultada à Be Water?. “Mas quando a esmola é grande, os paredenses desconfiam…”, ironiza Ricardo Sousa, responsável máximo pela estrutura social-democrata de Paredes.

 

Pin It

Publicidade (4)

Mais Lidas