O presidente da comissão política do PSD de Paços de Ferreira está a aguardar pelas explicações de Humberto Brito sobre o aumento do tarifário da água e saneamento anunciado ontem pela empresa que gere os serviços. Joaquim Pinto questiona ainda se a demissão de Ricardo Pereira terá que ver com esta problemática.

Joaquim Pinto reagiu ao EMISSOR sobre a notícia do aumento do tarifário da água e saneamento imposto pela empresa Águas de Paços de Ferreira. O Presidente da comissão política do PSD de Paços de Ferreira aguarda com “expetativa” as explicações de Humberto Brito, lembrando que “foi o presidente da Câmara que negociou este acordo com a concessionária e quem não cumpriu esse acordo que ele próprio negociou foi o presidente da Câmara”. O líder dos sociais-democratas sublinhou ainda as palavras proferidas por Humberto Brito a uma entrevista à Rádio de Paços de Ferreira em 2017… “Quem afirmou aos microfones da Rádio Paços de que se demitiria caso a água voltasse a aumentar em Paços de Ferreira foi o Dr. Humberto Brito

Por fim, Joaquim Pinto deixou duas questões no ar sobre a instabilidade presenciada no núcleo do Partido Socialista. “Aguardamos ainda dois tipos de explicações: às divergências que acabei de referir; e se o motivo pelo qual o ex-presidente da Assembleia Municipal, Ricardo Pereira, se demitiu está relacionado com esta matéria e o tão propalado mal-estar entre a equipa da vereação do PS tem ou não que ver com este tema da água”, concluiu.

Entretanto o EMISSOR tentou obter uma reação do líder do PS, Paulo Sérgio Barbosa, sobre o tema da água, o qual ficou de se pronunciar após uma reunião entre os seus membros do secretariado e comissão política.

Pin It

Mais Lidas