A concelhia de Paredes fez-se representar com 16 delegados no XVIII Congresso do CDS-PP, alcançando uma representação que não se via há décadas.

Para Anabela Moreira, “ este aumento de representação só pode surpreender quem não estiver atento ao trabalho que a comissão política de Paredes tem vindo a desenvolver, não apenas ao nível dos autarcas que o representam nas Juntas de Freguesia ou na Assembleia Municipal, mas também diariamente junto das pessoas, em todas as freguesias, porque só assim, e tendo por base o contacto directo com as populações é que se consegue detectar os seus problemas e depois, propor soluções”. E este contacto directo, tem tido tradução “no aumento do número de militantes”, acrescentou.

Numa altura em que o Partido vive um dos períodos difíceis da sua história, em que se discutiu a liderança da Comissão Política Nacional, para a dirigente, que liderou a comitiva,” a decisão de apoiar a moção liderada pelo Francisco Rodrigues dos Santos, e que veio a sair vencedora, foi tomada por unanimidade, e, apesar do respeito que sempre tivemos pelos autores de todos os outros companheiros de Partido que se apresentaram a votos, sempre acreditamos que a solução que apoiamos era a única capaz de fazer renascer o Partido, pelo que, o próprio mote de campanha ser o de voltar a acreditar, não poderia ter sido mais feliz, e mais revelador do propósito da candidatura”, acrescentou.

Esse trabalho, sublinhou, tem sido observado pelo novo líder do Partido que visitou o Concelho de Paredes em diversas ocasiões, não apenas em campanha eleitoral, e que culminou, com a eleição de José Miguel Garcez para a Comissão Executiva Nacional do CDS-PP.

Para a mesma dirigente, “esta eleição não é um prémio que se recebeu, mas o reconhecimento do trabalho do Presidente e da sua equipa, mas que nos traz mais responsabilidade para as duras batalhas que se avizinham e que teremos que travar, com o mesmo ânimo com que o temos feito até aqui.” rematou.

 

Para o presidente da concelhia e agora membro da Comissão Política Nacional Executiva, José Miguel Garcez, sublinha que “obviamente me vou manter na presidência da Comissão Política do CDS Paredes, mantendo o mesmo empenho permanente, com vista à preparação das eleições autárquicas, repartindo agora algumas responsabilidades com a estrutura nacional do partido.”

CDS-PP Paredes

Pin It