O PSD de Paços de Ferreira organizou uma conferência para discutir o tema ‘Área Metropolitana do Porto vs Comunidade Intermunicipal Tâmega Sousa’. Joaquim Pinto referiu que o partido é contra a adesão.

O evento ocorreu na Casa da Cultura de Freamunde e contou com a presença dos oradores Cancela Moura, Vereador na CM de V. N. de Gaia, em substituição de Sérgio Humberto que se viu impossibilitado de participar por motivos de força maior, e de Antonino Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel. Ao primeiro orador coube a responsabilidade de falar sobre a experiência da Área Metropolitana do Porto e o autarca de Penafiel deu conta da sua experiência na Comunidade Intermunicipal do Tâmega-Sousa. O papel de moderadora deste encontro, que foi encerrado pelo Presidente da Comissão Política Distrital, Alberto Machado, pertenceu à Vereadora eleita pelo PSD na câmara de Paços de Ferreira, Célia Carneiro.

Ao promover esta iniciativa o PSD de Paços de ferreira visou dar início a “uma verdadeira discussão sobre um assunto que pode marcar o futuro da nossa população e que foi tratado pelo PS da mesma forma como tratam quase todos os assuntos: de uma forma leviana, sem os estudar adequadamente e sem ouvir ninguém”, referiu.

Os oradores deixaram bem claro que “os concelhos devem pertencer a unidades territoriais nas quais tenham pares com as mesmas características” e ficou claro que “os ganhos com a transferência para a Área Metropolitana do Porto são diminutos: nem mesmo a questão do Andante será uma vantagem pois a CIM Tâmega Sousa estará já contemplada com uma solução adequada para a mobilidade interna e externa à região”. Tanto Antonino de Sousa quanto Cancela Moura defenderam ainda a ideia de que “a entrada de Paços de Ferreira na Área metropolitana do Porto dará origem à perda de várias vantagens que temos atualmente na medida em que as empresas concelhias deixarão de beneficiar de fundos comunitários da ADERSOUSA e poderão ser discriminadas negativamente nos restantes quadros de apoio comunitário. Também deixaremos de pagar 19€ por tonelada para depositar resíduos nos aterros da Ambisousa e passaremos a pagar 50€ nos aterros da Lipor”.

Para o Presidente do PSD de Paços de Ferreira, Joaquim Pinto, “O PSD está contra a adesão à Área Metropolitana do Porto e por isso votamos contra nas reuniões de Executivo e na Assembleia Municipal. Mas acima de tudo, somos contra a forma como este assunto está a ser tratado. Por isso, se o PS tiver disponibilidade para discutir este assunto de uma forma mais profunda, avaliando de uma forma objetiva esta questão, cá estaremos para colaborar e, se formos convencidos que é mesmo o melhor para Paços de Ferreira, podemos perfeitamente inverter esta posição. Até lá estamos frontalmente contra. Quando a única justificação para esta mudança dada pelo Presidente de Câmara em plena Assembleia Municipal é que o concelho passa a estar na Champions League (AMPorto) e deixa a 2ª Divisão (CIM Tâmega Sousa) acho que estamos conversados. O Concelho vai perder a todos os níveis e vamos também perder solidariedade dos nossos pares (porque as cidades do Porto, Matosinhos, Maia, Gaia e Gondomar não vão ajudar Paços em assunto nenhum). A questão de deixo é: conseguem enumerar-me uma única vantagem?”

Pin It