A presidente da Comissão Política do PS de Paços de Ferreira afirma que o partido apoia Humberto Brito para presidente de Câmara, com algumas condições.

Após ter sido realizada a reunião de Comissão Política do Partido Socialista (PS) no dia de ontem, Manuel Pizarro, Presidente da Federação Distrital do Partido Socialista, diz que o facto das candidaturas serem aprovadas “é um motivo de satisfação”. De acordo com o próprio “já me seria suficiente a larga maioria, unanimidade ainda é melhor que a larga maioria”, refere.

Em declarações ao EMISSOR, a Presidente da Comissão Política do PS, Armanda Fernandez, explica que “o nome do Dr. Humberto Brito não foi uma votação uninominal”, referindo que o nome do atual autarca de Paços de Ferreira “foi proposto em conjunto com 15 presidentes de Câmara do Distrito do Porto”. Armanda Fernandez afirma que “obviamente não se ia votar contra, mesmo que tivéssemos uma posição antagónica ou não, contra os restantes 14 candidatos”.

Quando questionada sobre Declarações de Voto prestadas pelo PS, a Presidente da Comissão Política refere que a posição do partido “já vem sendo trabalhada com a federação e, portanto, a federação é conhecedora do nosso posicionamento, e o senhor presidente de Câmara também sabe qual é o nosso posicionamento, portanto não venho aqui trazer nada a público que não seja aquilo que já esteja mais do que conversado e mais do que dito, da nossa parte, para a haver entendimento”.

Armanda Fernandez conclui adiantando que a Federação já tem conhecimento do posicionamento do PS no que diz respeito às “imposições” e que, de momento, a Comissão Política do PS apoia o candidato Humberto Brito, mas “condicionado algumas coisas”, refere.

Contactado pelo EMISSOR, Humberto Brito não se quis pronunciar sobre as circunstâncias decorrentes.

 

pub

Pin It

Publicidade (4)