O Movimento 6 de Novembro (M6N) considera ser uma “ilegalidade monstruosa” o aumento em cerca de 40% que a Águas de Paços de Ferreira (AdPF) pretende aplicar a partir de 1 de outubro no tarifário da água e saneamento. O movimento apela aos consumidores para reclamarem da fatura e exijam a sua correção para a tabela em vigor.

O movimento que nasceu para defender a redução da água e saneamento em Paços de Ferreira já reagiu ao aumento do tarifário que a AdPF pretende implementar a partir de 1 de outubro. Em comunicado, o M6N acusa a empresa de estar a cometer uma ilegalidade e apela ao movimento popular para contestar as faturas e exigirem a retificação para a tabela que ainda está em vigor.

Eis o teor do comunicado:

COMUNICADO

 

A tentativa de aumentar o tarifário da água e do saneamento, por parte das Águas de Paços de Ferreira, conforme carta recentemente enviada aos cidadãos, merece total repúdio por parte do Movimento 6 de Novembro pelo que, neste momento, impõe-se informar o seguinte:

I- A lei não permite à concessionária a faculdade de, por si só e de forma unilateral, proceder ao aumento do tarifário, decisão que compete, de acordo com a lei, exclusivamente à Câmara Municipal;

II- Perante esta ilegalidade monstruosa, o M6N apela aos consumidores que venham a receber a fatura da empresa Águas de Paços de Ferreira, com um tarifário diferente do atual, que reclamem da fatura e exijam a sua correção para a tabela em vigor, aprovada pela Câmara Municipal, a única entidade legalmente autorizada para o efeito;

III- A empresa concessionária de Paços de Ferreira (propriedade do Grupo espanhol Sacyr) acaba de ser vendida ao fundo ECS Capital, razão pela qual é legítima a interrogação sobre a verdadeira intenção da concessionária ao querer aplicar o tarifário anterior;

IV- Como sempre o M6N defendeu, a concessão da água e saneamento deverá passar para a esfera da Câmara Municipal, porque sendo este um bem público essencial, enquanto estiver na mão de privados este pesadelo não terá fim;

V- O Povo de Paços de Ferreira pode, como sempre, continuar a contar com o M6N que jamais deixará de lutar, como até aqui, pelos direitos dos consumidores de Paços de Ferreira;

VI-O M6N disponibiliza-se, como sempre aconteceu até aqui, a ajudar a população no sentido de a Lei ser cumprida, pelo que a sede estará aberta, no próximo sábado, entre as 14h00 e as 16h00, no sentido de prestarmos todo o apoio necessário.

 

Paços de Ferreira, 26 de setembro de 2019

Pin It

Publicidade (4)

Mais Lidas