Rota do Românico dedica filme a Lousada (C/VÍDEO)

A Rota do Românico estreou um filme promocional dedicado a Lousada, o concelho que acolhe a sede do projeto desde a sua génese, em 1998.

O novo filme apresenta 15 razões, no mínimo, para (re)visitar as terras lousadenses, com natural destaque para o Centro de Interpretação do Românico, aberto ao público desde setembro de 2018, bem como para alguns dos bens patrimoniais incluídos na Rota do Românico: a Torre de Vilar, a Ponte de Espindo e a Igreja de Meinedo.

A Capela do Senhor dos Aflitos, o Santuário de Nossa Senhora Aparecida e a Casa Museu de Vilar – A Imagem em Movimento merecem também referência especial, sem esquecer os afamados sabores gastronómicos e vínicos da região. Na animação cultural, a película relembra o Festival Internacional de Camélias e o Mercado Histórico.

Depois do spot, do compacto dos monumentos e dos filmes de AmaranteBaiãoCastelo de PaivaCelorico de BastoCinfães e Felgueiras, este é o sétimo filme da Rota do Românico destinado à promoção dos 12 municípios que integram o seu território de influência.

A produção destes 14 novos filmes é cofinanciada pelo Turismo de Portugal, no âmbito da operação “Capacitação e Valorização Turística da Rota do Românico”, aprovada pelo Valorizar - Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

A Rota do Românico é um projeto turístico-cultural, que reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

GI/Rota do Românico

Pin It
Rota do Românico dedica filme a Lousada (C/VÍDEO)

Rota do Românico dedica filme a Lousada (C/VÍDEO)

A Rota do Românico estreou um filme promocional dedicado a Lousada, o concelho que acolhe a sede do projeto desde a sua génese, em 1998.

O novo filme apresenta 15 razões, no mínimo, para (re)visitar as terras lousadenses, com natural destaque para o Centro de Interpretação do Românico, aberto ao público desde setembro de 2018, bem como para alguns dos bens patrimoniais incluídos na Rota do Românico: a Torre de Vilar, a Ponte de Espindo e a Igreja de Meinedo.

A Capela do Senhor dos Aflitos, o Santuário de Nossa Senhora Aparecida e a Casa Museu de Vilar – A Imagem em Movimento merecem também referência especial, sem esquecer os afamados sabores gastronómicos e vínicos da região. Na animação cultural, a película relembra o Festival Internacional de Camélias e o Mercado Histórico.

Depois do spot, do compacto dos monumentos e dos filmes de AmaranteBaiãoCastelo de PaivaCelorico de BastoCinfães e Felgueiras, este é o sétimo filme da Rota do Românico destinado à promoção dos 12 municípios que integram o seu território de influência.

A produção destes 14 novos filmes é cofinanciada pelo Turismo de Portugal, no âmbito da operação “Capacitação e Valorização Turística da Rota do Românico”, aprovada pelo Valorizar - Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

A Rota do Românico é um projeto turístico-cultural, que reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

GI/Rota do Românico

Pin It

Mais Lidas