“Nunca desistam dos vossos sonhos” é o lema da jovem Lousadense com conquistas no mundo da moda, dança e desporto

Joana Guimarães Ferreira tem 28 anos e é natural de Lousada. A jovem é licenciada em desporto, com negócios na área da moda e experiência no mundo da dança.

Atualmente, faz parte da gerência de uma empresa de mobiliário, é representante de uma marca do Reino Unido denominada de “Demonal” e já alcançou conquistas na área do desporto, onde trabalhou durante cinco anos, nunca deixando de o praticar.

Tendo realizado vários sonhos e alcançado várias conquistas nas áreas que mais gosta, o EMISSOR procurou entender quais as motivações para uma vida tão preenchida como a de Joana Guimarães Ferreira.

 

EMISSOR: Desde sempre que sente um gosto pela dança? Como surgiu a sua paixão pela dança?

Joana Ferreira (JF): Respondendo à pergunta, e com o máximo de sinceridade, não sei ao certo quando é que o gosto pela dança surgiu. Talvez tenha sido quando comecei a praticar Ballet aos 3 anos, mas não tenho assim um momento específico que recorde que me tenha despertado esse sentimento.

 

EMISSOR: Onde se inspira para criar as suas próprias coreografias?

JF: É engraçado que qualquer música que ouça na rádio já estou a fazer uma coreografia na minha cabeça, mas foi sempre assim desde que me lembro. Ouço e tento perceber a mensagem da música e interpreto-a através do movimento corporal. Inspiro-me bastante em movimentos que aprendi ao longo dos anos, em aulas e também em vídeos.

 

Direitos Reservados

 

EMISSOR: Faz parte de algum grupo em específico?

JF: Como já referi na primeira pergunta, comecei a dançar Ballet aos 3 anos. Frequentei Ballet durante mais ou menos oito anos e participei em alguns espetáculos tais como “Rapunzel” no Teatro Municipal do Porto - Rivoli. Já fiz parte de um grupo de hip hop que existia no concelho de Lousada há mais ou menos 14 anos atrás, mas como não me preenchia enquanto bailarina, mais tarde, acabei por entrar num grupo em Vila Nova de Gaia denominado de “BadAss Click”.

 

EMISSOR: Que projetos tem na área da dança?

JF: Neste momento dei como “encerrado” os projetos que tinha com a dança respetivamente ligada a grupos de competição. Nunca excluindo convites.

 

EMISSOR: Qual é o seu objetivo enquanto dançarina?

JF: Neste momento não tenho grandes objetivos relativamente a competições e a espetáculos, mas vou sempre querer participar em videoclipes e praticar sempre que me for permitido.

 

EMISSOR: Já nos foi possível vê-la dançar em alguns videoclips. É um sonho, para si, trabalhar na dança através dessa mesma vertente?

JF: Sim, já participei em alguns videoclipes. Sempre que me surgirem trabalhos nesta vertente vou aproveitar. Se é um sonho? Claro que sim.

 

Direitos Reservados

 

EMISSOR: Quanto à área da moda, desde sempre que sente um gosto pela área? Qual das áreas, moda ou dança, considera ser mais importante para si?

JF: Desde que me conheço que adoro roupa. Sempre fui muito vaidosa e as pessoas são uma inspiração para mim. Bem essa pergunta deixou-me a pensar. Mas sinceramente considero as duas igualmente importantes. Até porque as duas estão interligadas. Sempre gostei de dançar com estilo (risos).

 

EMISSOR: Trabalha sozinha nesse projeto ou tem ajuda de algum profissional na área para se guiar?

JF: Trabalho com o meu namorado e com uma empresa de Lousada (N’Soluções) que me tem ajudado a alcançar muitos dos nossos objetivos.

 

EMISSOR: Procura tornar o seu negócio na área da moda num projeto profissional?

JF: Neste momento já é. Tenho uma loja de roupa e calçado online que em breve terá um site. O instagram da loja é @demonal.store.

 

EMISSOR: Além da sua vida na área da dança e da moda, sabemos que tem alguma influência nas redes sociais. Além de partilhar os seus projetos e vida pessoal, tem uma forma de interagir com os seus seguidores única. Considera-se uma influencer?

JF: Não diria influencer. Eu não faço metade do que as influencers fazem, mas gosto de inspirar outras pessoas e gosto de interagir e dar um pouco a conhecer de mim àqueles que me seguem.

 

Direitos Reservados 

 

EMISSOR: Quando partilha as suas conquistas com os seus seguidores, qual é o sentimento de ver um objetivo seu ser visto por centenas de pessoas e todas elas demonstrarem a sua opinião nesse objetivo que alcança?

JF: É bastante gratificante ver que ainda existem pessoas que vibram com as nossas conquistas.

 

EMISSOR: Como define o seu dia a dia nas redes sociais? Qual o porquê de as utilizar e como se sente ao fazê-lo?

JF: O meu dia a dia nas redes sociais é simples. A nível pessoal não partilho muita coisa. Gosto de as utilizar para assuntos que são debatidos na sociedade, gosto de falar sobre moda e a importância que tem para a nossa autoestima e gosto de partilhar o meu gosto pela dança.

 

EMISSOR: Que conselho daria a alguém que pretende seguir as mesmas áreas que você (dança, moda e estudos em educação física e desporto)?

JF: Eu digo sempre para as pessoas seguirem os seus sonhos e não simplesmente seguirem uma área só porque acham que vão ter mais oferta de emprego. Acima de tudo está a nossa felicidade e isso é o mais importante para que a vida nos sorria sempre. Eu escolhi a área do desporto porque foi sempre aquilo que eu quis desde pequenina e neste momento não trabalho no ramo simplesmente porque faço parte da gerência de uma empresa de família. Tenho sempre muitas ofertas de emprego na área do exercício físico, mas neste momento só não dou aulas porque não tenho tempo disponível. Em relação à dança, nem sempre fui apoiada, mas lá está, nunca se pode desistir de algo que nos faz bem. Por isso o meu conselho é:  NUNCA DESISTAS DOS TEUS SONHOS, POR MAIS IMPOSSÍVEIS QUE ELES PAREÇAM.

 

Direitos Reservados

Pin It
“Nunca desistam dos vossos sonhos” é o lema da jovem Lousadense com conquistas no mundo da moda, dança e desporto

“Nunca desistam dos vossos sonhos” é o lema da jovem Lousadense com conquistas no mundo da moda, dança e desporto

Joana Guimarães Ferreira tem 28 anos e é natural de Lousada. A jovem é licenciada em desporto, com negócios na área da moda e experiência no mundo da dança.

Atualmente, faz parte da gerência de uma empresa de mobiliário, é representante de uma marca do Reino Unido denominada de “Demonal” e já alcançou conquistas na área do desporto, onde trabalhou durante cinco anos, nunca deixando de o praticar.

Tendo realizado vários sonhos e alcançado várias conquistas nas áreas que mais gosta, o EMISSOR procurou entender quais as motivações para uma vida tão preenchida como a de Joana Guimarães Ferreira.

 

EMISSOR: Desde sempre que sente um gosto pela dança? Como surgiu a sua paixão pela dança?

Joana Ferreira (JF): Respondendo à pergunta, e com o máximo de sinceridade, não sei ao certo quando é que o gosto pela dança surgiu. Talvez tenha sido quando comecei a praticar Ballet aos 3 anos, mas não tenho assim um momento específico que recorde que me tenha despertado esse sentimento.

 

EMISSOR: Onde se inspira para criar as suas próprias coreografias?

JF: É engraçado que qualquer música que ouça na rádio já estou a fazer uma coreografia na minha cabeça, mas foi sempre assim desde que me lembro. Ouço e tento perceber a mensagem da música e interpreto-a através do movimento corporal. Inspiro-me bastante em movimentos que aprendi ao longo dos anos, em aulas e também em vídeos.

 

Direitos Reservados

 

EMISSOR: Faz parte de algum grupo em específico?

JF: Como já referi na primeira pergunta, comecei a dançar Ballet aos 3 anos. Frequentei Ballet durante mais ou menos oito anos e participei em alguns espetáculos tais como “Rapunzel” no Teatro Municipal do Porto - Rivoli. Já fiz parte de um grupo de hip hop que existia no concelho de Lousada há mais ou menos 14 anos atrás, mas como não me preenchia enquanto bailarina, mais tarde, acabei por entrar num grupo em Vila Nova de Gaia denominado de “BadAss Click”.

 

EMISSOR: Que projetos tem na área da dança?

JF: Neste momento dei como “encerrado” os projetos que tinha com a dança respetivamente ligada a grupos de competição. Nunca excluindo convites.

 

EMISSOR: Qual é o seu objetivo enquanto dançarina?

JF: Neste momento não tenho grandes objetivos relativamente a competições e a espetáculos, mas vou sempre querer participar em videoclipes e praticar sempre que me for permitido.

 

EMISSOR: Já nos foi possível vê-la dançar em alguns videoclips. É um sonho, para si, trabalhar na dança através dessa mesma vertente?

JF: Sim, já participei em alguns videoclipes. Sempre que me surgirem trabalhos nesta vertente vou aproveitar. Se é um sonho? Claro que sim.

 

Direitos Reservados

 

EMISSOR: Quanto à área da moda, desde sempre que sente um gosto pela área? Qual das áreas, moda ou dança, considera ser mais importante para si?

JF: Desde que me conheço que adoro roupa. Sempre fui muito vaidosa e as pessoas são uma inspiração para mim. Bem essa pergunta deixou-me a pensar. Mas sinceramente considero as duas igualmente importantes. Até porque as duas estão interligadas. Sempre gostei de dançar com estilo (risos).

 

EMISSOR: Trabalha sozinha nesse projeto ou tem ajuda de algum profissional na área para se guiar?

JF: Trabalho com o meu namorado e com uma empresa de Lousada (N’Soluções) que me tem ajudado a alcançar muitos dos nossos objetivos.

 

EMISSOR: Procura tornar o seu negócio na área da moda num projeto profissional?

JF: Neste momento já é. Tenho uma loja de roupa e calçado online que em breve terá um site. O instagram da loja é @demonal.store.

 

EMISSOR: Além da sua vida na área da dança e da moda, sabemos que tem alguma influência nas redes sociais. Além de partilhar os seus projetos e vida pessoal, tem uma forma de interagir com os seus seguidores única. Considera-se uma influencer?

JF: Não diria influencer. Eu não faço metade do que as influencers fazem, mas gosto de inspirar outras pessoas e gosto de interagir e dar um pouco a conhecer de mim àqueles que me seguem.

 

Direitos Reservados 

 

EMISSOR: Quando partilha as suas conquistas com os seus seguidores, qual é o sentimento de ver um objetivo seu ser visto por centenas de pessoas e todas elas demonstrarem a sua opinião nesse objetivo que alcança?

JF: É bastante gratificante ver que ainda existem pessoas que vibram com as nossas conquistas.

 

EMISSOR: Como define o seu dia a dia nas redes sociais? Qual o porquê de as utilizar e como se sente ao fazê-lo?

JF: O meu dia a dia nas redes sociais é simples. A nível pessoal não partilho muita coisa. Gosto de as utilizar para assuntos que são debatidos na sociedade, gosto de falar sobre moda e a importância que tem para a nossa autoestima e gosto de partilhar o meu gosto pela dança.

 

EMISSOR: Que conselho daria a alguém que pretende seguir as mesmas áreas que você (dança, moda e estudos em educação física e desporto)?

JF: Eu digo sempre para as pessoas seguirem os seus sonhos e não simplesmente seguirem uma área só porque acham que vão ter mais oferta de emprego. Acima de tudo está a nossa felicidade e isso é o mais importante para que a vida nos sorria sempre. Eu escolhi a área do desporto porque foi sempre aquilo que eu quis desde pequenina e neste momento não trabalho no ramo simplesmente porque faço parte da gerência de uma empresa de família. Tenho sempre muitas ofertas de emprego na área do exercício físico, mas neste momento só não dou aulas porque não tenho tempo disponível. Em relação à dança, nem sempre fui apoiada, mas lá está, nunca se pode desistir de algo que nos faz bem. Por isso o meu conselho é:  NUNCA DESISTAS DOS TEUS SONHOS, POR MAIS IMPOSSÍVEIS QUE ELES PAREÇAM.

 

Direitos Reservados

Pin It

Publicidade (4)

Mais Lidas