O PSD de Paredes recorda que Alexandre Almeida já teve Covid-19, razão que o excluí desta fase de vacinação.

O Partido Social Democrata de Paredes acusa Alexandre Almeida, presidente do concelho de Paredes, de “brincar com o COVID-19, e com os paredenses, ao aproveitar-se do Facebook da Câmara de Paredes para enaltecer uma situação pessoal a que não tem direito”, adianta o partido.

Desta forma, a autarquia colocou um post onde referia “Alexandre Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Paredes decidiu adiar a toma da vacina contra a Covid-19, aguardando pela sua vez, independentemente de ser presidente de câmara”. Posto isto, Ricardo Sousa, líder do PSD de Paredes, afirma que a realização desta ação é uma brincadeira para com “a saúde e bem-estar dos paredenses” e que o autarca não usufrui do direito de toma da vacina.

Ricardo Sousa adianta que o “presidente da Câmara de Paredes sabe bem que não está incluído nesta fase da vacina, por duas razões: a primeira é que já teve Covid-19, e como tal está excluído; a segunda era preciso que tivesse o pelouro da proteção civil o que não é o caso”, recorda o dirigente do PSD de Paredes.

A par destas informações, o PSD de Paredes exige a Alexandre Almeida que “se retrate e peça desculpa aos paredenses”.

Pin It

Publicidade (4)

Mais Lidas