Os Bombeiros Voluntários de Lordelo vão ter um novo quartel. A obra vai nascer nos terrenos situados nas imediações do novo posto da GNR e o edifício já tem projeto.

Miguel Ferreira, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lordelo, confirmou a execução da obra e as necessidades da corporação para fazer face às necessidades da população. “O atual espaço é exíguo e não permite dar resposta às necessidades, quer materiais quer em termos de recursos humanos. Cerca de 40 por cento das viaturas estão acomodadas no exterior do quartel, porque o espaço é diminuto e não permite albergar todas as viaturas. No que toca aos recursos humanos, necessitamos de novas camaratas femininas e masculinas, uma vez que as existentes já não respondem às necessidades da corporação”. Por isso, “a construção do novo quartel é de importância vital para a coletividade”, afirmou o presidente em diversas ocasiões.

Por causa disso, do sonho que veio da necessidade, o arquiteto Sílvio Silva e o engenheiro Valente, ambos de Lordelo, estão a dar corpo ao projeto, “Antes do desenho dos volumes do Quartel, foi preciso trabalhar até à exaustão o organigrama funcional, porque a complexidade espacial era enorme, e porque havia muitos compartimentos que não podiam ficar distantes uns dos outros”. Porém, “agora que o projeto entrou na reta final, já é possível afirmar que, para breve, Lordelo terá um quartel condigno e que será uma referência arquitetónica do concelho de Paredes”, concluíram os projetistas aquando da entrega do projeto à direção.  

Pin It

Mais Lidas