A Câmara Municipal de Felgueiras está a lançar o desafio às escolas do concelho que consiste no incentivo à criação do seu cantinho de ervas aromáticas, uma iniciativa que pretende envolver todas as crianças e alunos, motivá-los a trabalhar em equipa e proporcionar-lhes uma aproximação à agricultura.

Esta atividade enquadrada no Ano Municipal da Educação – Saúde e Bem Estar – tem também o propósito de salientar a importância das ervas aromáticas para a nossa saúde, na tentativa de reduzir, ou mesmo substituir, a quantidade de sal adicionado aos alimentos que são diariamente consumidos, e dar a conhecer novas formas de tempero e novos sabores.

Para o cultivo das diferentes espécies de ervas aromáticas, a Câmara Municipal está a distribuir um boletim informativo que se pretende útil para o desenvolvimento da atividade.

O concurso é dirigido a todos os estabelecimentos de educação e ensino do município de Felgueiras, da rede pública e privada, de todos os níveis de ensino e contempla cinco categorias de candidatura: Pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino básico, 2.º ciclo e 3.º ciclo do Ensino básico, Ensino secundário (incluindo o Profissional) e Ensino superior.

Os interessados poderão efetuar a pré-inscrição até ao dia 29 de novembro de 2019, online através do link: https://docs.google.com/forms/d/14AaatpCXMEiM3KmqnXiJK55wn56WDe-ENBVZU3FWeyo/edit.

O 'Bacalhau à Felgueiras' é o prato identitário do concelho de Felgueiras e já entra nos melhores cardápios nacionais. A sessão pública de apresentação realizou-se no dia 08 de julho, na Praça Dr. Machado de Matos, e, para além da Câmara Municipal de Felgueiras, entidade promotora, estiveram representadas a Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT), entidade parceira; a Associação Empresarial de Felgueiras; os restaurantes aderentes; produtores de Vinho Verde de Felgueiras; produtores de Pão de Ló de Margaride e o curso de Restauração e Bar da Escola Secundária de Felgueiras.

Joel Costa, vereador das Atividades Empresariais e Turismo, que abriu a sessão, salientou que “a adesão ao programa PROVE prendeu-se com a importância da restauração, de reconhecida qualidade, ter um prato genuíno, identitário, que harmonizasse a tradição com a inovação visando acrescentar valor económico sustentável, capaz de reforçar a união e o trabalho em equipa das empresas do setor para que a competição seja feita com outras redes de comercialização e não entre a restauração local. Temos vindo a apostar em ações de capacitação com os nossos agentes económicos o que contribuiu fortemente para a adesão ao projeto. É gratificante ter a participação ativa, nas várias sessões teóricas e práticas, da maioria dos restaurantes de Felgueiras, num prato que foi criado pelos chefes cozinheiros de Felgueiras, com a coordenação do reputado chefe José Vinagre, pelo que estou certo garantirá o sucesso deste projeto”. O edil acrescentou que  “o Bacalhau à Felgueiras integra produtos endógenos de Felgueiras sobressaindo o Espargo e o Kiwi. Este prato, o Pão de Ló de Margaride (finalista distrital às 7 Maravilhas Doces de Portugal) e os Vinhos de Felgueiras constituem agora uma oferta mais distintiva e integrada que estou certo afirmará cada vez mais Felgueiras como destino turístico de gastronomia & vinhos.

Rodrigo Pinto Barros, presidente da APHORT, elogiou o trabalho da Câmara Municipal  e dos agentes económicos no projeto “PROVE FELGUEIRAS”, considerando que o “Bacalhau à Felgueiras tem tudo para ter sucesso, quer pela identidade e qualidade do prato quer pelo marketing que está a ser efeito”.

A eleição do bacalhau como base para o prato identitário da gastronomia de Felgueiras resultou de uma pesquisa aprofundada, que permitiu concluir que esta iguaria tão apreciada na atualidade, tanto pelos portugueses como pelos turistas estrangeiros, tem uma tradição ancestral na dieta dos felgueirenses desde o século XVII.

Conforme comprovam documentos do arquivo distrital de Braga, no fundo da Congregação de S. Bento e do Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro, o bacalhau já fazia parte da dieta alimentar dos Monges Beneditinos de Pombeiro desde, pelo menos, 1638. A pesquisa no fundo arquivístico da Câmara Municipal de Felgueiras permitiu compreender a tradição generalizada do bacalhau na dieta dos Felgueirenses, sendo o registo mais antigo relativo à sua venda datado de 1699 e nos anos seguintes de venda de bacalhau nas feiras de Barrosas, S. Jorge de Várzea e Margaride, pelo que o seu consumo em Felgueiras seria, já nessa altura, em larga escala. A tradição do bacalhau continua fortemente enraizada em Felgueiras, o saber fazer passou de geração em geração, daí integrar os menus de toda a restauração do concelho.

c/GI CM Felgueiras

 

O município de Felgueiras organiza entre hoje e domingo a primeira edição do “Vinho Verde de Felgueiras & Street Food”, um evento que visa promover o Vinho Verde e dinamizar a economia local. Decorrerá na Praça Dr. Machado de Matos, entre as 17h00 e as 24h00 e haverá Vinho Verde & Street Food em permanência nos stands/rulotes, respetivamente, provas de vinho comentadas, apresentação de cozinha e animação musical e cultural.

Estão a decorrer até 12 de julho as candidaturas/inscrições no âmbito da Ação Social Escolar para o ano letivo de 2019/2020, concretamente para manuais escolares e/ou fichas de atividades, Kit material escolar e transporte escolar.

O Município vai apoiar os alunos do 1ºCiclo do Ensino Básico (1ºCEB), posicionados no 1º, 2º e 3º escalões de abono de família. Assim, para os que frequentam a rede de ensino público vai atribuir os livros de fichas de atividades (uma vez que os manuais escolares serão atribuídos pelo Ministério de Educação) e, aos alunos da rede de ensino privado do Concelho, atribui os manuais escolares oficiais, de frequência obrigatória, e respetivas fichas de atividades.

O Município vai atribuir também um Kit de material escolar aos alunos do 1ºCEB da rede pública.

As inscrições nos serviços (refeição e prolongamento de horário), para o pré-escolar e 1º CEB decorrem também no mesmo período.

Para efetuar a inscrição/candidatura é disponibilizado aos Encarregados de Educação um Formulário únicono qual deverão assinalar os apoios/serviços pretendidos e anexar a documentação, de conformidade com o pretendido.

As candidaturas/inscrições serão feitas obrigatoriamente nos Agrupamentos de Escolas e Estabelecimentos de Educação e Ensino (Rede pública e privada), no prazo definido.

Os alunos que serão apoiados pelo Município, no âmbito da Ação Social Escolar, vão receber, por correio, um “cheque escolar” que poderão levantar numa das livrarias aderentes do Concelho e aceder aos manuais escolares/ fichas de atividades e ao Kit de material escolar.

LIVRARIAS ADERENTES:

Marco Paiva, Lda (Idães)|Euro 2mil, Alberto Sampaio (Felgueiras)|A Felgueirense, Lda (Felgueiras)| Livrosport (Felgueiras)|Livraria Joaninha (Lixa)|Bazar da Lixa (Lixa) | Bazar Lolita (Lixa)| Casa Campião (Lixa).

GI CM/Felgueiras