O Marco de Canaveses é a estrela do novo filme promocional da Rota do Românico, que ontem, 5 de julho, foi divulgado nos canais digitais daquele projeto turístico-cultural.

Em apenas dois minutos, o filme apresenta alguns dos mais significativos pontos de interesse para uma visita ou estadia no território marcuense, localizado entre os vales do Tâmega, Douro e a serra da Aboboreira.

Para além de imóveis abrangidos pelo itinerário da Rota do Românico, como as Igrejas de Vila Boa de Quires, Sobretâmega, São Nicolau, Soalhães ou a Ponte do Arco, a película foca também o Museu da Pedra, as Obras do Fidalgo, a antiga Cidade Romana de Tongobriga, a Igreja de Santa Maria (desenhada por Álvaro Siza Vieira), bem como relembra a figura de Carmen Miranda e a animação de eventos como a do Mercado Medieval de São Nicolau.

Os distintos sabores da gastronomia, doçaria e vinhos e a qualidade do alojamento turístico também são evidenciados.

Depois do spot, do compacto dos monumentos e dos filmes de Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras e Lousada, este é o oitavo filme da Rota do Românico destinado à promoção dos 12 municípios que integram a sua área de influência.

A produção destes 14 novos filmes é cofinanciada pelo Turismo de Portugal, no âmbito da operação “Capacitação e Valorização Turística da Rota do Românico”, aprovada pelo Valorizar - Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.

A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

GI/Rota do Românico

Pin It

Publicidade (4)