6.4 C
Munique
17.2 C
Porto
RegionalAmaranteHomem detido em Amarante por agredir o filho e ameaçar a esposa...

Homem detido em Amarante por agredir o filho e ameaçar a esposa de morte

O homem de 55 anos estava casado há 30 anos com a vítima.

Relacionados

Paços de Ferreira: Vendedor de tabaco sequestrado e assaltado em Ferreira

Na passada quinta-feira, em Ferreira, freguesia de Paços de Ferreira, um grupo de assaltantes sequestrou e roubou um vendedor de tabaco, de 31 anos. A...

Município de Felgueiras celebra escrituras com proprietários para a Zona Industrial das Barrancas

O Município de Felgueiras formalizou o compromisso assumido com os proprietários que aceitaram a negociação amigável no processo de expropriação em que Nuno Fonseca,...

Município de Baião presta apoio ao consumidor endividado através do centro de informação autárquico

A Câmara Municipal de Baião encontra-se a prestar um serviço de ajuda aos clientes bancários com dificuldades no cumprimento de contratos de crédito, através...

A GNR de Penafiel deteve, no passado dia 30 de julho, um homem de 55 anos no concelho de Amarante.

Após ter sido realizada uma investigação por parte da GNR, foi possível apurar que o suspeito, casado durante 30 anos com a vítima, de 54 anos, imputava coações psicológicas, verbais e financeiras, com injurias e ameaças de morte.

De acordo com a GNR, devido ao consumo de bebidas alcoólicas, o suspeito “agrediu o filho de 15 anos, e reiterou as ameaças de morte à sua esposa, com recurso a uma tesoura e duas facas de cozinha, tentando atingir a integridade física de cada uma das vítimas”, avança nota.

Tendo em conta o quadro familiar, bem como a gravidade dos factos, o suspeito foi detido e presente a primeiro interrogatório a 30 de julho, no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, onde lhe aplicaram as medidas de coação de “proibição de permanência e de se aproximar da habitação, num raio de 500 metros, proibição de contactar, por qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa, com as vítimas, e abandonar num prazo de 48 horas a residência de família, controlado por pulseira eletrónica, bem como a obrigação de se sujeitar a uma avaliação médica para tratamento da dependência alcoólica”, conclui a GNR, em nota.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido