-0.3 C
Munique
9.1 C
Porto
RegionalComunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa avalia a viabilidade da linha do...

Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa avalia a viabilidade da linha do Vale do Sousa

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM Tâmega e Sousa) realizará uma avaliação preliminar da viabilidade de construção de uma linha ferroviária Valongo-Felgueiras, mais conhecida por linha Vale do Sousa.

Relacionados

Concelhos do Tâmega e Sousa sofrem aumento exponencial de novos casos de Covid-19

A Direção-Geral de Saúde avançou, hoje, o boletim epidemiológico relativo à incidência cumulativa a 14 dias, entre os dias 18 de novembro e o...

GNR deteve oito suspeitos com mais de 800 doses de estupefacientes em Amarante

A GNR de Amarante deteve, no dia ontem, cinco homens e três mulheres, com idades compreendidas entre 19 e 50 anos, no âmbito do...

Movimento Juntos por Paredes quer que o município volte a oferecer testes rápidos à Covid-19

Face ao estado de calamidade decretado no dia 1 de dezembro, o Movimento Juntos por Paredes solicita à Câmara Municipal de Paredes o recomeço...

A partir do acordo que dá nome à linha do Vale do Sousa, prende-se desenvolver os estudos necessários à caracterização da situação e à avaliação da viabilidade e adequabilidade da nova linha ferroviária às necessidades dos concelhos do Tâmega e Sousa, refere, em nota, a CIM.

A avaliação preliminar irá consistir no desenvolvimento de quatro estudos: “um estudo das condições para implementação de um sistema ferroviário, incluindo o seu modelo de exploração, para avaliar traçados, localização das estações, frequências de serviço, custos e impacto da nova linha na estrutura horária existente e a eventual necessidade de reforço da rede; um estudo de viabilidade técnica e ambiental, para avaliar a exequibilidade, do ponto de vista da engenharia, das soluções de comboio pesado e ligeiro; um estudo de procura potencial de passageiros; e uma análise de custo-benefício, para verificar a viabilidade do projeto, tendo em consideração os custos estimados resultantes do estudo de viabilidade técnica e ambiental e as conclusões do estudo de procura”, adianta a CIM.

A CIM do Tâmega e Sousa e municípios associados, nomeadamente Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira, em parceria com a Área Metropolitana do Porto e os municípios de Valongo e Paredes, o estudo procurará determinar, com maior exatidão e contexto envolvente, o “potencial de passageiros associados à implementação do projeto; os outros três estudos serão realizados pelas Infraestruturas de Portugal”, afirma a CIM.

A realização do plano de estudo para a viabilidade de construção da nova linha do Vale do Sousa está prevista no Plano Nacional de Investimentos do Governo 2030, considerando-se fundamental para o desenvolvimento das regiões do Tâmega e Sousa e Área Metropolitana do Porto. A implementação de um sistema de transportes procurará ser ambientalmente sustentável e com características adequadas às necessidades das respetivas populações.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido