21.3 C
Munique
19.9 C
Porto
RegionalComunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa avalia a viabilidade da linha do...

Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa avalia a viabilidade da linha do Vale do Sousa

Relacionados

Penafiel – Apreensão de armas ilegais

No âmbito de uma denúncia por ameaças com recurso a armas de fogo, no dia 3 de julho, os militares da guarda do posto...

Cerimónia de comemoração dos 91 anos da instituição em Paços de Ferreira brindada com medalha por serviços distintos de Grau Ouro

Zeferino Barbosa, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira (AHBVPF), recebeu a medalha por serviços distintos de Grau Ouro da...

Amarante – Detido por posse de arma proibida

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Amarante, hoje, dia 30 de junho, deteve um homem de 23 anos por posse...

A partir do acordo que dá nome à linha do Vale do Sousa, prende-se desenvolver os estudos necessários à caracterização da situação e à avaliação da viabilidade e adequabilidade da nova linha ferroviária às necessidades dos concelhos do Tâmega e Sousa, refere, em nota, a CIM.

A avaliação preliminar irá consistir no desenvolvimento de quatro estudos: “um estudo das condições para implementação de um sistema ferroviário, incluindo o seu modelo de exploração, para avaliar traçados, localização das estações, frequências de serviço, custos e impacto da nova linha na estrutura horária existente e a eventual necessidade de reforço da rede; um estudo de viabilidade técnica e ambiental, para avaliar a exequibilidade, do ponto de vista da engenharia, das soluções de comboio pesado e ligeiro; um estudo de procura potencial de passageiros; e uma análise de custo-benefício, para verificar a viabilidade do projeto, tendo em consideração os custos estimados resultantes do estudo de viabilidade técnica e ambiental e as conclusões do estudo de procura”, adianta a CIM.

A CIM do Tâmega e Sousa e municípios associados, nomeadamente Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira, em parceria com a Área Metropolitana do Porto e os municípios de Valongo e Paredes, o estudo procurará determinar, com maior exatidão e contexto envolvente, o “potencial de passageiros associados à implementação do projeto; os outros três estudos serão realizados pelas Infraestruturas de Portugal”, afirma a CIM.

A realização do plano de estudo para a viabilidade de construção da nova linha do Vale do Sousa está prevista no Plano Nacional de Investimentos do Governo 2030, considerando-se fundamental para o desenvolvimento das regiões do Tâmega e Sousa e Área Metropolitana do Porto. A implementação de um sistema de transportes procurará ser ambientalmente sustentável e com características adequadas às necessidades das respetivas populações.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido