10.3 C
Munique
20.7 C
Porto
RegionalParedesParedes: Homem detido por agressões físicas, injúrias e ameaças de morte à...

Paredes: Homem detido por agressões físicas, injúrias e ameaças de morte à ex mulher

O detido tem 42 anos e já tinha antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza

Relacionados

Inspeção das motas será obrigatória a partir de 1 de janeiro de 2022

O Secretária de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, avançou ao Jornal de Negócios, esta segunda-feira, que “a partir de 1 de janeiro de 2022,...

Detido em Penafiel por agressão física e psicológica à esposa

A GNR do Penafiel deteve, na passada quinta-feira, um homem de 54 anos por violência doméstica no concelho de Penafiel. No decorrer de uma investigação...

Presidente da Iniciativa Liberal visitou ETAR de Paços de Ferreira após denúncias de habitantes

Hoje, a Iniciativa Liberal reuniu o candidato à Assembleia da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, João Carneiro, e o Presidente da Iniciativa Liberal,...

A GNR de Penafiel deteve, no passado dia 22 de março, um homem de 42 anos por violência doméstica no concelho de Paredes.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica a GNR apurou que “o suspeito agrediu fisicamente, injuriou, humilhou e ameaçou de morte, com recurso a arma de fogo, a vítima, sua esposa de 41 anos”, com quem estava casado há 19 anos.

O agressor revelou alguns comportamentos agressivos, antes do matrimónio e, de acordo com a GNR, “após o casamento, passou reiteradamente a gritar perante qualquer contrariedade, criando um clima de terror no seio familiar”.

A GNR adianta que, após o momento em que a vítima começou a atividade profissional, o suspeito, motivado por ciúmes, agravou a agressividade e obsessão, humilhando a vítima constantemente e adotando comportamentos de controlo sobre os horários de trabalho, bem como começou a persegui-la.

Num dos últimos episódios de violência, a GNR refere que o agressor “agrediu a vítima, causando-lhe hematomas e dores no corpo, com necessidade de receber tratamentos médicos numa unidade hospitalar. Assim, o suspeito foi detido e foi-lhe apreendida a arma de fogo.

O detido já tinha antecedentes criminais de ilícitos da mesma natureza tendo sido presente, ontem, a primeiro interrogatório no Tribunal de Penafiel, onde ficou sujeito às medidas de coação de “proibição de contactar a vítima por qualquer forma ou meio, proibição de permanecer ou frequentar a habitação da vítima, proibição de adquirir ou deter quaisquer armas de fogo, inclusivamente no exercício das suas funções, e obrigação de proceder à entrega de todas as armas que ainda tenha em seu poder”.

 

publicidade

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido