CulturaPenafiel- Ministra da Agricultura preside a inauguração da 42º edição da Agrival

Penafiel- Ministra da Agricultura preside a inauguração da 42º edição da Agrival

Relacionados

Cinfães: Homem detido por violência doméstica e posse de arma proibida

Um homem de 59 anos foi detido por posse de diversas armas e munições encontradas durante as diligencias de um processo de violência doméstica,...

Barcelos: Homem é detido depois de agredir policias

Um homem de 37 anos foi, na passada na quarta-feira, dia 17 de abril, detido pelo crime de agressão e injúria contra agentes da...

Santo Tirso: Homem que escondia droga num cofre é detido

A PSP deteve, na passada sexta feira, dia 12 de abril, um homem de 25 anos de idade por suspeita de tráfico de droga...

 

A 42.ª edição da Agrival, a maior feira agrícola do norte do país, abriu portas na última sexta-feira, numa cerimónia presidida pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

Em Penafiel, na abertura do evento, que decorre até ao próximo dia 27 de agosto, Maria do Céu Antunes afirmou que esta é “uma feira que reflete a potencialidade dos territórios, que pega na agricultura como fator distintivo de desenvolvimento territorial, pega naquilo que são as nossas raças autóctones, as nossas variedades regionais, os nossos produtos endógenos, valoriza-os. E acrescenta gastronomia, turismo e outras oportunidades de negócios que aqui nesta feira se fazem sentir”.

Na abertura da feira, a ministra destacou “o esforço” que a região faz para manter os seus produtos e destacou a importância do vinho verde, “que tem vindo a fazer um percurso notável neste território”, “que dignifica e qualifica de forma decisiva” o território, “não só porque fixa pessoas, não só porque gera riqueza, mas essencialmente porque leva o nome do nosso país e da nossa região a outros pontos do Mundo”.

No primeiro dia daquela que é a maior feira agrícola do norte e centro do país, Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel, garantiu que a Agrival é a principal referência na região, que há muito deixou de ser só a feira agrícola e assumiu uma vocação de evento de referência. “E é por isso que soube evoluir, foi capaz de inovar, foi capaz de se renovar e assim conseguir manter-se um evento apelativo. O que não é fácil, ao fim de 42 anos, continuar a ser uma marca de referência e um evento tão apelativo, sobretudo para as novas gerações. E isso tudo sem perder a sua matriz fundacional, a agricultura, porque nós temos memória, orgulhamo-nos dessa matriz fundacional e de todo o percurso, mas sabemos que é preciso inovar a atrair novas dinâmicas e dimensões para continuar a ter sucesso”.

Para além da feira agrícola, o evento conta com vários concursos relacionados com a agricultura e com concertos todos os dias de vários artistas de renome nacional.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -