DestaqueFafe – Detido por incêndio florestal

Fafe – Detido por incêndio florestal

Relacionados

Paços de Ferreira: Atletas Pacenses destacam-se no Campeonato Nacional

Nos passados dias 4 e 7 de abril, o Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra recebeu os Campeonatos Nacionais de Juvenis, Juniores e Absolutos...

Protocolo impulsionador do Enoturismo no Douro e Tâmega é assinado

A Associação de Municípios do Douro e Tâmega e a Associação Empresarial de Amarante (AEA) celebraram esta segunda-feira, 8 de abril, após aprovação em reunião...

Paredes: Tribunal altera pena de homem que matou três ciclistas em 2019

O Tribunal da Relação do Porto alterou para prisão efetiva a pena aplicada ao condutor que matou dois motociclistas e feriu um terceiro, na...

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial de Fafe, no dia 17 de fevereiro, deteve um homem de 43 anos, por incêndio florestal, na localidade de Vinhós, no concelho de Fafe.

Equivalencia-ao-12o-ano-e1674474604629

Na sequência de um alerta de incêndio florestal, a patrulha deslocou-se de imediato para o local onde apurou que o incêndio teve origem numa queima de sobrantes que estavam amontoados com a finalidade de serem eliminados e que originou um incêndio que consumiu cerca de 1000m de mato e eucalipto.

O detido foi constituído arguido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Fafe.

A GNR relembra que:

  • As queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal;
  • A realização de queimadas, de queima de amontoados e de fogueiras é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural «muito elevado» ou «máximo», estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos;
  • Para evitar acidentes siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -