DestaqueLousada - Município e APA assinam protocolo para o Rio Sousa

Lousada – Município e APA assinam protocolo para o Rio Sousa

Relacionados

Paços de Ferreira: Atletas Pacenses destacam-se no Campeonato Nacional

Nos passados dias 4 e 7 de abril, o Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra recebeu os Campeonatos Nacionais de Juvenis, Juniores e Absolutos...

Protocolo impulsionador do Enoturismo no Douro e Tâmega é assinado

A Associação de Municípios do Douro e Tâmega e a Associação Empresarial de Amarante (AEA) celebraram esta segunda-feira, 8 de abril, após aprovação em reunião...

Paredes: Tribunal altera pena de homem que matou três ciclistas em 2019

O Tribunal da Relação do Porto alterou para prisão efetiva a pena aplicada ao condutor que matou dois motociclistas e feriu um terceiro, na...

No dia 6 de dezembro foi assinado o protocolo de colaboração técnica e financeira, entre o Município e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), de modo a permitir concretizar as intervenções da primeira fase do projeto “ReValSOUSA: Reabilitação e Valorização do rio Sousa na Paisagem Protegida do Sousa Superior”. O projeto está relacionado com os domínios de intervenção para a contenção de espécies invasoras, ações de desassoreamento e de beneficiação de habitat para espécies ribeirinhas com o reforço e criação de galeria ripícola.

Se, por um lado, a existência de galerias ripícolas invadidas por espécies exóticas invasoras são um impedimento sério ao equilíbrio ecossistémico, o excesso de sedimentos no leito do Sousa promove a descontinuidade fluvial, impossibilita a circulação de espécies e o transporte e fluxo eficiente dos sedimentos naturais do rio. De igual modo, a disfuncionalidade da galeria ripícola, em alguns troços, compromete a conectividade ecológica, fragmenta e reduz as relações bióticas, diminuindo a disponibilidade de abrigo e alimento para a fauna silvestre do rio Sousa, comprometendo também, o controlo natural de pragas agrícolas, bem como aumentando a suscetibilidade de lixiviação e da perda do solo arável desta paisagem protegida.

Para o Dr. Pedro Machado, Presidente da Câmara Municipal, o protocolo assinado “vinca o reconhecimento do governo numa gestão municipal assente no fazer cumprir de uma agenda ambiental integradora e resiliente, culminada na criação da Paisagem Protegida Local do Sousa Superior e que compreende o rio Sousa como ativo social fulcral para a mudança ambiental“.

O projeto “ReValSOUSA”, desenvolvido pelo Município de Lousada – enquadrado na estratégia de reabilitação da rede hidrográfica da Região Norte – tem como objetivos promover a melhoria da conectividade longitudinal e transversal do rio Sousa melhorando as suas funções ecológicas e o objetivo de minorar e mitigar os efeitos nocivos das cheias na produtividade agrícola e respetivos danos económicos e materiais, utilizando soluções de base de engenharia natural e de melhoria hidromorfológica.

O Eng. José Pimenta Machado, Vice-Presidente da APA, salientou a “dinâmica pujante do Município no domínio da água e o envolvimento ativo das populações nos processos de melhoria ecológica criando verdadeiros guardiões de rios e ribeiros no território“.

Para o Vice-Presidente, num ano difícil, de reduzida precipitação e disponibilidade de água, “o papel ativo, continuado e perseverante das autarquias locais como é o caso de Lousada, é fundamental para a boa gestão da água e de sensibilização da comunidade para os desafios ambientais futuros”.

A cerimónia de assinatura encerrou com uma plantação simbólica de um amieiro na margem do rio Sousa, na PPLSS, no âmbito de uma visita guiada ao Parque Molinológico e Florestal de Pias.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -