-1.7 C
Munique
5.9 C
Porto
DestaqueParedes - Vota contra

Paredes – Vota contra

Relacionados

Paços de Ferreira – Presidente de Câmara Municipal, Humberto Brito, acusado de maus-tratos

O presidente do Município de Pacense, Humberto Brito, foi acusado de violência doméstica contra a mulher, de quem se divorciou. Em 2021, o juiz decide...

PSD de Paredes e Paços de Ferreira visitam CFPIMM

As concelhias políticas do PSD de Paredes e Paços de Ferreira visitaram no passado dia 31 de janeiro, o CFPIMM (Centro de Formação Profissional...

Paredes – Apreensão de material de jogo ilegal

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Lordelo, no dia 31 de janeiro, apreendeu material destinado à prática de jogo ilegal,...

Teve lugar no passado dia 09 de Dezembro de 2022 a Assembleia Municipal Extraordinária de Paredes, em que foi discutido e votado o aumento da taxa de gestão dos resíduos urbanos de Paredes para o ano de 2023, a qual veio a ser aprovada com os votos favoráveis do Partido Socialista (PS).

“Este aumento da taxa de gestão dos resíduos urbanos, revela o socialismo, em todo o seu esplendor, numa altura em que o preço de todos os bens essenciais crescem para níveis jamais vistos nos últimos 30 anos, como se tem visto pela taxa de inflação, o governo e o município atingem a população com mais taxas”, afirmou Jorge Ribeiro da Silva, deputado da bancada do CDS-PP, naquela assembleia.

Para o deputado, “se o executivo municipal defende que tem que cumprir a lei, não se compreende porque é que não utiliza as excepções previstas no mesmo diploma legal, que nasceu, aliás, quando o país viveu em estado de excepção, como o estado de emergência.”

Recorde-se que em sede de reunião de câmara, o líder do executivo afirmou que as pessoas mais necessitadas poderiam recorrer à acção social do município.

Ora, para Jorge Ribeiro da Silva, “esta solução é mais gravosa, não apenas porque é o próprio autarca que pretende fintar a lei que diz respeitar de forma responsável, como pretende que a pobreza escondida ganhe rosto corado de vergonha, nos paços do concelho. Será substituir políticas estruturais por “caridadezinha”, rematou.

A comissão política concelhia do CDS-PP

WORKIT-12ano

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido