DestaquePSD Paços de Ferreira vs Executivo Municipal

PSD Paços de Ferreira vs Executivo Municipal

Relacionados

Santo Tirso: Homem morre na A3 num acidente enquanto fugia em contramão

Um homem, de 33 anos, suspeito de um roubo em Braga, morreu na madrugada da passada segunda-feira, na sequência de um acidente, em Santo...

Felgueiras: Jovem morre após despiste de mota

Um jovem de 24 anos morreu na sequência de um acidente de viação, na passada quarta-feira, dia 21 de fevereiro, na Lixa, concelho de...

Valongo: Homem morre após despiste contra paragem de autocarro

Um homem, de 48 anos, morreu, na noite do passado domingo, 18 de fevereiro, num acidente de viação na freguesia de Sobrado, em Valongo. O...

A bancada do PSD Paços de Ferreira participou na reunião extraordinária do executivo de 26 de abril com vários pontos a discussão onde foram tecidas algumas considerações e apresentações de declarações de voto em alguns pontos.

Alexandre Costa, presidente do PSD, interveio para reforçar a importância que deveria ser observada no aumento de verbas para as juntas de freguesia, uma vez que são estes a força política mais próximas das populações.

“O PSD sempre defendeu a delegação de competências para as Juntas de Freguesia porque sabemos do importante trabalho que fazem no seu território. Era importante que as verbas fossem aumentadas e as descentralizações que hoje se falam a nível nacional possam ser feitas no nosso concelho, valorizando o trabalho das freguesias. Era importante que a Câmara Municipal pudesse igualar ou acompanhar o valor das transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro.”

Ainda no decorrer desta reunião o PSD Paços de Ferreira apresentou uma declaração de voto no ponto 8, relacionado com a prestação de contas de 2021, onde são considerados temas como a “extrema importância que devia merecer por parte da maioria socialista deste executivo mais consideração” uma vez que Paços de Ferreira é um “concelho que tem a sua fonte de riqueza sustentada na produção industrial, a continua ausência de políticas e condições para o desenvolvimento e fixação dos nossos empresários.”

Durante os trabalhos o PSD acusou ainda este executivo em funções que o relatório de contas apresentado “faz esquecer a ausência de políticas viradas para captação de investimento e conhecimento, que não vê no empreendedorismo jovem e tecnológico o garante da nosso bem-estar social e económico futuro. Motivos de preocupação, que salvo erro de leitura, acrescidos ao não encontrar uma única palavra neste relatório relativamente a nossa marca identitária “Capital do Movel””.

Disse ainda que é um “relatório que demonstra a hábil forma de comunicar desta maioria, quando diz “Paços de Ferreira vai sair do FAM (Fundo Apoio Municipal)”, “mas, entretanto, já se desfez em conferencias de impressa dizendo que já saiu.”

Embora “o investimento ao nível de novos equipamentos e infraestruturas tenha sido praticamente nulo. Verificado nas contas com o aumento da despesa corrente e a diminuição no investimento.” Sublinha ainda o PSD que este relatório discutido “passa ao lado da gestão do processo de concessão de água e saneamento, onde a maioria socialista tem se revelado incapaz de resolver o impasse que criou.”

Nesta reunião extraordinária, foi ainda votado a prorrogação do prazo para a conclusão da obra da ciclovia Paços de Ferreira / Freamunde, que mereceu por parte do PSD, a abstenção. “Seis meses de prorrogação solicitados pela empresa responsável é demasiado penalizador para todos os que se servem desta via, solicitando, por isso, um acompanhamento mais próximo da autarquia para não continuarem os atrasos.”

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -