DestaqueRota do Românico promove concerto na Igreja de Soalhães

Rota do Românico promove concerto na Igreja de Soalhães

Relacionados

Paredes: Dois homens com antecedentes detidos por roubo

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação Criminal de Penafiel deteve, no passado dia 12 de junho, dois homens de 28...

Santo Tirso: Câmara Municipal alvo de buscas pela PJ

A Polícia Judiciária do Porto realizou, na passada quarta-feira, dia 12 de junho, buscas na Câmara Municipal de Santo Tirso e em três empresas...

AD e PS dividem vitórias nos Concelhos da Região do Tâmega e Sousa

A população europeia, foi, no passado dia 09 de junho, chamada a votar para eleger os assentos no Parlamento Europeu. Na região do Tâmega...

O quarteto de cordas da Orquestra da Costa Atlântica protagoniza, no próximo sábado, 25, pelas 21h30, um concerto na Igreja de São Martinho de Soalhães, Marco de Canaveses. A entrada é livre, sujeita à lotação do espaço.

Trata-se da segunda apresentação do ciclo de música de câmara daquela orquestra na Rota do Românico, depois da estreia no dia 28 de janeiro, no Centro de Interpretação do Românico, em Lousada.

Na temporada de 2023, este ciclo de música de câmara desenvolve-se sob o mote “Portugal e o Mundo: Encontro de Culturas na Música Erudita”. Com a curadoria artística do maestro Luis Miguel Clemente, o ciclo apresenta uma mescla de compositores e autores de diversos estilos e nacionalidades.

O concerto na Igreja de Soalhães explorará a sonoridade do quarteto de cordas, com as composições “Elegia”, de Anne Vitorino d’Almeida, e “A Morte e a Donzela”, de Franz Schubert.

O quarteto será constituído pelos músicos Jorman Torres e David Lloyd, nos violinos, Emídio Ribeiro, na viola d’arco, e António Ferreira, no violoncelo.

A Orquestra da Costa Atlântica, fundada em 2015 e com sede em Esposende, agrega instrumentistas de elevado nível técnico e artístico numa formação de singular excelência no panorama musical português.

A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende).

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -