DestaqueValongo – Resgate de nove pessoas

Valongo – Resgate de nove pessoas

Relacionados

Paços de Ferreira: Atletas Pacenses destacam-se no Campeonato Nacional

Nos passados dias 4 e 7 de abril, o Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra recebeu os Campeonatos Nacionais de Juvenis, Juniores e Absolutos...

Protocolo impulsionador do Enoturismo no Douro e Tâmega é assinado

A Associação de Municípios do Douro e Tâmega e a Associação Empresarial de Amarante (AEA) celebraram esta segunda-feira, 8 de abril, após aprovação em reunião...

Paredes: Tribunal altera pena de homem que matou três ciclistas em 2019

O Tribunal da Relação do Porto alterou para prisão efetiva a pena aplicada ao condutor que matou dois motociclistas e feriu um terceiro, na...

No dia 12 de julho durante uma ação de patrulhamento, os militares da Guarda do Posto Territorial de Valongo, receberam informação que um grupo de caminhantes nove pessoas estariam perdidas na Serra de Pias, na freguesia de Campo, no concelho de Valongo.

De imediato foram encetadas diligências no sentido de localizar o grupo, tendo sido detetado e resgatadas nove pessoas após várias buscas realizadas naquela área florestal.

No seguimento da ação policial, e em virtude de uma mulher de 21 anos apresentar sinais de desidratação e ansiedade, foi solicitada a assistência dos Bombeiros Municipais de Valongo.

A ação policial contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Valongo, da Polícia de segurança Pública (PSP) de Valongo e da Proteção Civil de Valongo.

1.OK_.W.1

A Guarda Nacional Republicana relembra que o país se encontra em situação de contingência entre as 00H00 de 11 de julho de 2022 e as 23H59 de 15 de julho de 2022.

Face ao aumento de temperatura e elevado risco de incêndio rural em todo o território continental, determina-se a adoção das seguintes medidas, de carácter especial:

  • Proibição de acesso, circulação e permanência no interior de espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem, com exceções previstas no nº 2 do artigo 68º do Decreto-Lei nº 82/2021, de 13 de outubro, nomeadamente o acesso, a circulação e a permanência de residentes permanentes ou temporários e de pessoas que ali exerçam atividade profissional;
  • Proibição da realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração;
  • Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;
  • Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal;
  • Proibição da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como suspensão das autorizações que tenham sido emitidas.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -