-1.8 C
Munique
8.5 C
Porto
NacionalOnda de assaltos a catalisadores devido aos elevados preços dos metais que...

Onda de assaltos a catalisadores devido aos elevados preços dos metais que os constituem

Relacionados

Valongo – Detido em flagrante por tráfico de estupefacientes

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Valongo, ontem, dia 25 de janeiro, deteve em flagrante um homem de 23 anos,...

Guimarães – Detenção de suspeito de pornografia de menores

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, procedeu à detenção, em flagrante delito, de um homem de 18 anos de...

Música de câmara no Centro de Interpretação do Românico

O Centro de Interpretação do Românico, em Lousada, recebe o quarteto de cordas da Orquestra da Costa Atlântica (OCA), no próximo sábado, 28 de...

Nos primeiros oito meses de 2021, a Polícia de Segurança Pública (PSP) registou 3.206 queixas relativas ao furto de catalisadores de automóveis, um aumento exponencial face às 839 queixas do ano anterior, avança o Jornal ECO.

O roubo dos catalisadores dos carros, de acordo com o Jornal ECO, deve-se “aos preços elevados dos metais preciosos neles presentes, nomeadamente platina, paládio e ródio”, uma vez que a platina estava cotada, na passada quinta-feira (30) a 27,34 euros a grama, o paládio a 39,65 euros e o ródio já atingiu os 50 euros a grama, este último metal está cotado com um valor superior ao ouro.

A PSP já conta com um grupo especializado para investigação deste tipo de crime, designado de Equipas Regionais de Investigação à Criminalidade Automóvel, sendo que, até setembro, estas equipas já referenciaram 449 suspeitos de participarem neste tipo de atividade, tendo sido recuperados mil catalisadores roubados.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido