24.6 C
Munique
27.9 C
Porto
OpiniãoÉ preciso voltar a acreditar!

É preciso voltar a acreditar!

Relacionados

Delinquências juvenis e crimes praticados por jovens …

Raro é o dia em que não se assiste à abertura de telejornais ou à impressão de capas de jornais em que os protagonistas...

Porque não avança a regionalização em Portugal?

O tardar em avançar com a regionalização em Portugal, preceito constitucional plasmado no artigo 255.º da Constituição da República Portuguesa, apenas se deve à...

Porque não avança a regionalização em Portugal?

O tardar em avançar com a regionalização em Portugal, preceito constitucional plasmado no artigo 255.º da Constituição da República Portuguesa, apenas se deve à...

Todos nós ao longo da nossa vida, ouvimos histórias verdadeiramente inspiradoras que nos fazem acreditar que é possível concretizar os nossos sonhos.

Se abrirmos os livros de História, ou ouvirmos os nossos avós, vamos cruzar-nos com acontecimentos tão importantes como o fim da escravatura, o sufrágio feminino, ou a queda de ditaduras, como o português 25 de Abril de 1974; e com relatos de conquistas pessoais e de superação individual como o nosso amado Cristiano Ronaldo, que nasceu numa família pobre e se tornou um dos melhores jogadores de futebol de sempre e um ídolo planetário.

Tudo isto foi possível porque alguém um dia ousou sonhar, porque alguém acreditou que era possível, e porque alguém lutou para concretizar o seu sonho.

Quando olhamos à nossa volta, vemos em cada um de nós um sonhador: pessoas que ambicionam viver uma vida melhor, um emprego melhor, um salário mais alto, uma habitação digna, que desejam ter acesso a um bom serviço de saúde, a uma boa educação, a viver num país seguro e justo, e a ser governado por alguém que exerça o seu cargo para servir e não para se servir do cargo.

Infelizmente, o que temos constatado nos últimos anos é que os portugueses têm deixado de acreditar nestes sonhos e resignaram-se a aceitar governações e políticas niveladas por baixo, e somos sujeitos, ano após ano, a uma diminuição do poder de compra, ao aumento da carga fiscal e à diminuição de oportunidades de alcançar uma vida mais próspera.

E aqueles que ainda se atrevem a sonhar, ou emigram, ou trabalham para que os seus filhos possam estudar e emigrar à procura dum sonho que já não vislumbram ser possível em Portugal.

No entanto, outros continuam a sonhar, continuam a acreditar e a lutar por concretizar esse sonho.

Esta mensagem é para ti, aquele que deixou de acreditar na política, aquele que deixou de votar porque acha que todos os partidos políticos são iguais, aquele que deixou de acreditar que era possível mudar o futuro do nosso país. Um dia, eu fui como tu; um dia, eu também encolhi os ombros e baixei os braços, até que um dia fiquei com o coração partido por perceber que o meu filho estava a estudar para emigrar, já que não tinha futuro no nosso país.

Então, resolvi que tinha de voltar a acreditar, que tinha de fazer algo para mudar o nosso futuro.

Em 2017, três sonhadores decidiram juntar-se para concretizar este sonho comum de reverter esta realidade, e fundaram um novo partido político: a Iniciativa Liberal.

Neste momento, eu e mais de quatro mil sonhadores juntaram-se já à luta contra a estagnação económica, contra a asfixia fiscal e contra a perda de liberdades a que temos sido sujeitos ao longo da governação destes últimos anos.

Citando o Tiago Mayan Gonçalves, que tem sido para mim uma verdadeira inspiração na luta por um país melhor: “Nunca aceitem que vos digam ‘não consegues, não podes, não és capaz’.”

É preciso voltar a acreditar!

Junta-te a nós, porque juntos nós conseguimos, nós podemos, nós somos capazes.

 

Alexandra Pinto

GCL Iniciativa Liberal Valongo

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido