-0.3 C
Munique
9.1 C
Porto
DestaqueDetido em Penafiel por agredir, ameaçar e controlar a mulher e a...

Detido em Penafiel por agredir, ameaçar e controlar a mulher e a filha de 18 anos

O detido, de 51 anos, encontra-se proibido de comunicar e aproximar-se da vítima, encontrando-se a ser controlado através de uma pulseira eletrónica

Relacionados

Concelhos do Tâmega e Sousa sofrem aumento exponencial de novos casos de Covid-19

A Direção-Geral de Saúde avançou, hoje, o boletim epidemiológico relativo à incidência cumulativa a 14 dias, entre os dias 18 de novembro e o...

GNR deteve oito suspeitos com mais de 800 doses de estupefacientes em Amarante

A GNR de Amarante deteve, no dia ontem, cinco homens e três mulheres, com idades compreendidas entre 19 e 50 anos, no âmbito do...

Movimento Juntos por Paredes quer que o município volte a oferecer testes rápidos à Covid-19

Face ao estado de calamidade decretado no dia 1 de dezembro, o Movimento Juntos por Paredes solicita à Câmara Municipal de Paredes o recomeço...

A GNR de Penafiel deteve, no passado dia 9 de novembro, um homem de 51 anos por violência doméstica no concelho de Penafiel.

No âmbito do processo de violência doméstica, os militares da GNR apuraram que suspeito esteve casado durante 19 anos com a vítima, uma mulher de 35 anos, com quem tinha duas filhas de 18 e 4 anos.

Ao longo das diligências policiais, a GNR apurou que o agressor esteve vários anos a trabalhar no estrangeiro, regressando a Portugal no passado mês de outubro. O detido consumia, de uma forma excessiva, bebidas alcoólicas e produtos estupefacientes, tendo começado “a agredir fisicamente e a ameaçar a vítima, movido por ciúmes exacerbados, passando a controlar a vida e as rotinas diárias da mesma e da filha de 18 anos”, refere nota da GNR.

Com base no comportamento agressivo e pelo escalar da violência, a GNR deteve o suspeito, tendo este sido presente a primeiro interrogatório no dia de ontem, no Tribunal Judicial de Penafiel.

O agressor ficou proibido de contactar, através de qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa, com a vítima. Ficou, igualmente, na obrigação de se sujeitar a avaliação médica e eventual tratamento da dependência alcoólica, bem como ficou proibido de se aproximar da vítima, num raio de 500 metros, estando a ser controlado por pulseira eletrónica.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido