0.7 C
Munique
13.5 C
Porto
RegionalDesmantelamento de esquema de burla através de empréstimos na internet

Desmantelamento de esquema de burla através de empréstimos na internet

Foram identificados dois homens e uma mulher. As vítimas efetuavam as transferências, mas não chegavam a ver o empréstimo creditado na conta.

Relacionados

Sindicato dos Trabalhadores acusa GNR de Paredes de recusar levantar auto de ocorrência na “Varandas de Sousa”

Na passada sexta-feira, quatro trabalhadoras foram impedidas de cumprir o horário laboral nas instalações da empresa “Varandas de Sousa”, na freguesia de Madalena, no...

Detidos por tráfico de droga no concelho de Amarante ficaram em prisão preventiva

A GNR deteve, na passada quinta-feira, cinco homens e três mulheres no âmbito de tráfico de droga no concelho de Amarante. Após estes terem sido...

Iniciativa Liberal instala-se no concelho de Valongo

Decorreu, na passada quinta-feira, no auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde, o plenário fundador do Núcleo Territorial de Valongo pertencente à Iniciativa Liberal,...

A GNR da Póvoa de Lanhoso identificou, ontem, dois homens e uma mulher com idades compreendidas entre os 36 e os 50 anos por burlas através da internet em Aveiro, Faro e Lisboa.

Após ter sido realizada uma denúncia de burla em dezembro do ano passado, a GNR apurou que a vítima viu no Facebook uma página que, de acordo com a GNR, “anunciava a concessão de empréstimos pessoais de forma rápida e com juros apelativos, tendo entrado em contacto com os responsáveis pelo anuncia procedido, a pedido dos mesmos, ao depósito de diversa quantia em dinheiro supostamente para comissões de abertura e depósito para o empréstimo que nunca se veio a concretizar”.

No decorrer de uma investigação, a GNR apurou que o grupo abordava as pessoas, inicialmente, através da página do Facebook, entrando em contacto, posteriormente, com os interessados, solicitando transferências para pagamento de comissões e abertura de processo.

Após o pedido, as vítimas, de acordo com a GNR, “efetuavam as transferências, mas nunca viam o empréstimo ser-lhe creditado na conta. Com esses montantes, os suspeitos efetuavam transferência bancárias para terceiros, efetuavam levantamentos em numerário e posteriormente enviavam pelas empresas de troca de câmbios para outros países”.

Neste sentido, os suspeitos obtiveram um proveito financeiro ao burlar dezenas de vítimas.

Durante as diligências policiais identificaram-se três suspeitos, dois deles, um homem de 36 anos e uma mulher de 38, foram constituídos arguidos. Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Póvoa de Lanhoso.

publicidade

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido