-0.3 C
Munique
9.1 C
Porto
DestaqueGuarda condenado a 13 anos e meio por ser “correio de droga”...

Guarda condenado a 13 anos e meio por ser “correio de droga” na cadeia de Paços de Ferreira

Três reclusos foram igualmente condenados a penas entre 6 e 12 anos

Relacionados

Concelhos do Tâmega e Sousa sofrem aumento exponencial de novos casos de Covid-19

A Direção-Geral de Saúde avançou, hoje, o boletim epidemiológico relativo à incidência cumulativa a 14 dias, entre os dias 18 de novembro e o...

GNR deteve oito suspeitos com mais de 800 doses de estupefacientes em Amarante

A GNR de Amarante deteve, no dia ontem, cinco homens e três mulheres, com idades compreendidas entre 19 e 50 anos, no âmbito do...

Movimento Juntos por Paredes quer que o município volte a oferecer testes rápidos à Covid-19

Face ao estado de calamidade decretado no dia 1 de dezembro, o Movimento Juntos por Paredes solicita à Câmara Municipal de Paredes o recomeço...

Esta segunda-feira, um ex-chefe da guarda prisional foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão por ser “correio de droga” para três reclusos da cadeia de Paços de Ferreira, que foram igualmente condenados a penas entre 6 e 12 anos, avança o Diário de Notícias.

Maria Judite Fonseca, presidente do coletivo de juízes, avançou ter ficado provado que “o então chefe da guarda prisional José Coelho serviu de ‘correio de droga’ dos arguidos Joel Rodrigues, Mário Barros e José Oliveira, que, de forma autónoma, se dedicavam à venda de cocaína, de haxixe, de heroína, de telemóveis e outros bens ilícitos, no interior da cadeia de Paços de Ferreira”, avança o DN.

Com base nestas ocorrências, o ex-chefe da guarda prisional, de 62 anos, encontra-se no Estabelecimento Prisional de Évora, tendo recebido quantias monetárias por parte dos arguidos.

“Este arguido não revelou a mínima consciência crítica. Em vez de olhar para dentro, olha para fora, atribui a culpa aos outros. Incapacidade ou vontade de juízo critico, audácia e personalidade totalmente desconforme. O grau de ilicitude e de culpa são elevadíssimos. Serviu de correio de droga para três arguidos”, concluiu a juíza presidente.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido