13.4 C
Munique
17.7 C
Porto
DestaqueGuarda condenado a 13 anos e meio por ser “correio de droga”...

Guarda condenado a 13 anos e meio por ser “correio de droga” na cadeia de Paços de Ferreira

Três reclusos foram igualmente condenados a penas entre 6 e 12 anos

Relacionados

Primeira Assembleia Municipal de Paços de Ferreira em direto

Ontem, dia 3 de agosto de 2021, foi realizada a primeira Assembleia Municipal online em Paços de Ferreira, permitindo aos munícipes do concelho, o...

Autarcas do Porto, Valongo e Maia visam a necessidade de um heliporto no Hospital de São João

Após ter sido realizada uma visita à Unidade de Saúde de referência hospitalar no norte do país, Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do...

Homem detido em Amarante por agredir o filho e ameaçar a esposa de morte

A GNR de Penafiel deteve, no passado dia 30 de julho, um homem de 55 anos no concelho de Amarante. Após ter sido realizada uma...

Esta segunda-feira, um ex-chefe da guarda prisional foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão por ser “correio de droga” para três reclusos da cadeia de Paços de Ferreira, que foram igualmente condenados a penas entre 6 e 12 anos, avança o Diário de Notícias.

Maria Judite Fonseca, presidente do coletivo de juízes, avançou ter ficado provado que “o então chefe da guarda prisional José Coelho serviu de ‘correio de droga’ dos arguidos Joel Rodrigues, Mário Barros e José Oliveira, que, de forma autónoma, se dedicavam à venda de cocaína, de haxixe, de heroína, de telemóveis e outros bens ilícitos, no interior da cadeia de Paços de Ferreira”, avança o DN.

Com base nestas ocorrências, o ex-chefe da guarda prisional, de 62 anos, encontra-se no Estabelecimento Prisional de Évora, tendo recebido quantias monetárias por parte dos arguidos.

“Este arguido não revelou a mínima consciência crítica. Em vez de olhar para dentro, olha para fora, atribui a culpa aos outros. Incapacidade ou vontade de juízo critico, audácia e personalidade totalmente desconforme. O grau de ilicitude e de culpa são elevadíssimos. Serviu de correio de droga para três arguidos”, concluiu a juíza presidente.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido