DestaquePlano Municipal de Emergência e Proteção Civil desativado em Santo Tirso

Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil desativado em Santo Tirso

Relacionados

Paredes: Homem morre após despiste de mota

Um homem, de 29 anos, morreu, no último sábado, dia 20 de julho, na sequência de um acidente na Rua da Ferrugenta em Lordelo,...

Paredes: Idosa morre após despiste de carro

Uma idosa, de 81 anos, morreu, na manhã do passado dia 17 de julho, quando o carro que conduzia se despistou e embateu contra...

Lousada: Homem é detido para cumprimento de pena de prisão efetiva

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Lousada relatou através de um comunicado que deteve, no passado dia 9 de julho,...

A Câmara Municipal de Santo Tirso desativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil no passado dia 26 de outubro, pelas 12h00. A decisão foi tomada pela Subcomissão Municipal de Proteção Civil, da qual fazem parte as autoridades de saúde, nomeadamente o ACES Santo Tirso/Trofa, o Centro Hospitalar do Médio Ave e o delegado de saúde, as forças de segurança, as corporações dos Bombeiros e os demais agentes de proteção civil, a Segurança Social, entre outros.

Após um ano em vigor, o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil, que esteve em funcionamento desde o dia 13 de abril de 2020, foi desativado. Durante um ano, o plano foi ativo para “definir as linhas e procedimentos que garantissem prontidão de resposta por parte de todos os agentes envolvidos” em situações de emergência no âmbito do combate à pandemia, esclarece o Presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa.

O Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil foi ativo no concelho pela primeira vez. Alberto Costa salienta que “essa foi uma medida preventiva importante, tendo em conta a situação epidemiológica que o concelho atravessa, quer relativamente ao número de casos, quer no que diz respeito ao índice de transmissibilidade”.

A vacinação iniciou-se no final de 2020, e o levantamento progressivo de medidas restritivas tem vindo a ser realizado desde finais do mês de julho, aliado à diminuição de casos na região Norte, em particular no Distrito do Porto, em conjunto com a diminuição do número de casos confirmados no concelho de Santo Tirso ditando, agora, a desativação do plano.

O Presidente da Câmara, Alberto Costa, referiu ainda que a cooperação e o trabalho em rede entre todas as atividades continuam e que os riscos provocados pela pandemia da Covid-19 ainda não desapareceram, considerando importante manter a prevenção.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -