0.7 C
Munique
13.5 C
Porto
RegionalReforço na área de pneumologia do CHTS já se encontra em funcionamento

Reforço na área de pneumologia do CHTS já se encontra em funcionamento

Os investimentos rondaram a ordem de 1 milhão de euros, destinados à ampliação da área da pneumologia no CHTS

Relacionados

Sindicato dos Trabalhadores acusa GNR de Paredes de recusar levantar auto de ocorrência na “Varandas de Sousa”

Na passada sexta-feira, quatro trabalhadoras foram impedidas de cumprir o horário laboral nas instalações da empresa “Varandas de Sousa”, na freguesia de Madalena, no...

Detidos por tráfico de droga no concelho de Amarante ficaram em prisão preventiva

A GNR deteve, na passada quinta-feira, cinco homens e três mulheres no âmbito de tráfico de droga no concelho de Amarante. Após estes terem sido...

Iniciativa Liberal instala-se no concelho de Valongo

Decorreu, na passada quinta-feira, no auditório da Junta de Freguesia de Ermesinde, o plenário fundador do Núcleo Territorial de Valongo pertencente à Iniciativa Liberal,...

O serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) já funciona nas novas instalações que garantem uma maior capacidade de resposta, mais qualidade e segurança para profissionais e utentes.

Foi realizado um investimento na ordem de 1 milhão de euros, tendo-se destinado à “ampliação da área dedicada à Pneumologia” a qual, de acordo com nota do CHTS, “trouxe melhorias aos dois setores técnicos mais importantes, ou seja, a Unidade de Broncologia e Técnicas e a Unidade de Função Respiratória”.

Agora, no novo espaço de Pneumologia, é possível ter uma proximidade aos gabinetes de consulta externa e todas as salas de exames complementares, as quais se encontravam em áreas diferentes e afastadas. A melhoria permitiu que os profissionais e utentes passassem a ter, no mesmo local, uma área de consultas e exames, não existindo a necessidade destes se deslocarem a outros espaços do Hospital.

O CHTS avança que, de momento, com mais gabinetes e equipamentos para as provas de Função Respiratória, a capacidade de resposta será maior, sendo possível retomar “alguns exames que estavam suspensos pelo contexto Covid-19, dadas as exigências específicas de um doente por sala”, avança nota do CHTS.

Passa a existir, também, uma sala de exames para os doentes de idade pediátrica e retoma-se, ainda, a resposta ao Serviço de Pediatria que teve que ser suspensa no contexto pandémico.

Estão, ainda, criadas as condições para estudos mais diferenciados do sono, de acordo com o CHTS, “estudos tipo 1, nos quais o doente poderá passar a fazê-lo no CHTS, com internamento de uma noite, em vez de ir a uma entidade externa e fora da região”, esclarece nota.

O setor da pneumologia foi alvo de várias alterações ao longo dos últimos anos, no sentido de aumentar a resposta às populações, com mais recursos humanos e com a perspetiva de se poder ter, brevemente, “idoneidade formativa para jovens médicos da especialidade”, avança o CHTS.

Como a região do Tâmega e Sousa tem as maiores taxas de tuberculoso ao nível nacional, o CHTS aponta também a necessidade de redobrar os esforços na prestação de cuidados no domicílio respiratório.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido