DestaqueOperação “Páscoa 2023” – Dados Provisórios

Operação “Páscoa 2023” – Dados Provisórios

Relacionados

Santo Tirso: Homem que escondia droga num cofre é detido

A PSP deteve, na passada sexta feira, dia 12 de abril, um homem de 25 anos de idade por suspeita de tráfico de droga...

Paços De Ferreira: Ciclovia que liga Paços de Ferreira a Freamunde é inaugurada

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira inaugurou, no passado domingo, 14 de abril, a ciclovia que faz a ligação entre as cidades de...

Paços de Ferreira: Atletas Pacenses destacam-se no Campeonato Nacional

Nos passados dias 4 e 7 de abril, o Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra recebeu os Campeonatos Nacionais de Juvenis, Juniores e Absolutos...

Durante o período de fiscalização e patrulhamento intensivo da Operação “Páscoa 2023”, e decorrente dos últimos quatro dias, 6 a 9 de abril, a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou os seguintes dados operacionais, em resultado das ações desencadeadas pelos militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito que, diariamente, estão empenhados no patrulhamento rodoviário e na prestação de auxílio aos condutores, para que estes cheguem aos seus locais de destino em segurança:

– 25 204 condutores fiscalizados, dos quais, 362 conduziam com excesso de álcool e, destes, 227 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l. Foram ainda detidas 85 pessoas por conduzirem sem habilitação legal;

– Das 4 565 contraordenações rodoviárias detetadas, destacam-se:

  • 2 679 por excesso de velocidade;
  • 384 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 123 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 130 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 239 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 157 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Neste período, a GNR registou 802 acidentes rodoviários, de onde resultaram 14 vítimas mortais e 27 feridos graves.

Relativamente aos acidentes que envolveram vítimas mortais registadas pela GNR, informa-se o seguinte:

  • Dia 6 de abril, no concelho de Vila Nova de Gaia, uma colisão, que resultou numa vítima mortal, um homem de 37 anos;
  • – Dia 6 de abril, no concelho de Portel, uma colisão, que resultou numa vítima mortal, um homem de 71 anos;
  • – Dia 7 de abril, no concelho de Lousada, um despiste, que resultou em três vítimas mortais, dois homens de 62 e 42 anos e uma mulher de 52 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho de Murtosa, uma colisão, que resultou numa vítima mortal, uma mulher de 55 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho de Moimenta da Beira, uma colisão, que resultou numa vítima mortal, um homem de 52 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho de Paredes, um despiste, que resultou numa vítima mortal, uma criança de 10 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho de Penafiel, um despiste, que resultou numa vítima mortal, um homem de 53 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho da Trofa, um despiste, que resultou em três vítimas mortais, três homens entre os 40 e 50 anos;
  • – Dia 8 de abril, no concelho de Ourém, um despiste, que resultou numa vítima mortal, um homem de 37 anos;
  • – Dia 9 de abril, no concelho de Ourém, uma colisão, que resultou numa vítima mortal, um homem;

 A Guarda aconselha a uma condução atenta, cautelosa e defensiva, para que o período festivo seja passado em segurança.

Para um deslocamento em segurança nesta época festiva, a GNR aconselha, em especial:

  • Adequar a velocidade às condições meteorológicas, ao estado da via e ao volume de tráfego rodoviário;
  • Evitar manobras que possam resultar em embaraço para o trânsito ou que, de alguma forma, possam originar acidentes.

A GNR terá especial preocupação com os comportamentos de risco dos condutores, sobretudo os que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros. Assim, os militares da Guarda estarão particularmente atentos:

  • A manobras perigosas;
  • À condução sob a influência do álcool e substâncias psicotrópicas;
  • Ao excesso de velocidade;
  • À correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direção e de cedência de passagem;
  • À utilização indevida do telemóvel;
  • À incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças;
  • Às condições de segurança dos veículos.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -