22.5 C
Munique
15.6 C
Porto
Covid-19Exames de Secundários Mantêm-se Apenas para Acesso ao Ensino Superior e 9º...

Exames de Secundários Mantêm-se Apenas para Acesso ao Ensino Superior e 9º ano com provas de Aferição

Relacionados

Penafiel – Apreensão de combustível

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de São Vicente, ontem, dia 16 de maio, apreendeu 150 litros de combustível, no concelho...

Paredes – Detidos em flagrante

No âmbito de uma denúncia a informar que um estabelecimento de restauração e bebidas, na localidade de Lordelo, estaria a ser alvo de um...

Paços de Ferreira – Rescisão de contrato

Esta manhã, em conferência de imprensa, Humberto Brito, anunciou que vai intentar ação judicial de rescisão do contrato de concessão da água e saneamento...

O Governo decidiu manter as condições excecionais dos exames do secundário só contarem para acesso ao ensino superior e anunciou que as provas finais do 9.º ano vão este ano servir apenas para aferição.

As medidas extraordinárias sobre a avaliação do ensino básico e secundário foram decididas hoje em Conselho de Ministros.

Relativamente às provas finais do 3.º ciclo, o executivo decidiu mantê-las, após estarem suspensas dois anos devido à pandemia da covid-19, mas sem contarem para a nota final dos alunos do 9.º, servindo apenas para efeitos de aferição.

“Dos resultados das provas de 9.º ano serão produzidos relatórios de escola desagregados por subdomínios, à semelhança do que acontece com as Provas de Aferição dos 2.º, 5.º e 8.º anos de escolaridade”, explica o Ministério da Educação em comunicado.

As provas de aferição dos mais novos vão também ser retomadas para que seja possível analisar o desenvolvimento das aprendizagens, permitindo que seja monitorizada as estratégias de recuperação das aprendizagens, com o objetivo de reconfigurar as medidas de apoio às escolas e aos alunos.

Já os exames do 11.º e 12.º anos mantêm, também, as condições excecionais aplicadas nos dois últimos anos letivos, isto é, os alunos podem ir a exame só às disciplinas que quiserem melhorar ou utilizar como prova de ingresso no ensino superior em que habitualmente, a realização destes seria obrigatória e a nota contabilizada para a classificação final à respetiva disciplina.

O Ministério da Educação justifica as medidas devido aos constrangimentos que pandemia da covid-19 voltou a impor durante o ano letivo, mas “importa ter informação precisa e sistematizada sobre as consequências no sistema”.

As provas de aferição para o ensino básico estão marcadas entre os dias 02 de maio e 20 de junho e as provas finais de ciclo para o 9.º ano estão agendadas para os dias 17, 21 e 23 de junho, na primeira fase, e para 20 e 22 de julho a segunda fase e os exames nacionais para o ensino secundário decorrem entre 17 de junho e 06 de julho na primeira fase e entre 21 e 27 de julho na segunda fase.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido