Covid-19Exames de Secundários Mantêm-se Apenas para Acesso ao Ensino Superior e 9º...

Exames de Secundários Mantêm-se Apenas para Acesso ao Ensino Superior e 9º ano com provas de Aferição

Relacionados

Santo Tirso: Homem morre na A3 num acidente enquanto fugia em contramão

Um homem, de 33 anos, suspeito de um roubo em Braga, morreu na madrugada da passada segunda-feira, na sequência de um acidente, em Santo...

Felgueiras: Jovem morre após despiste de mota

Um jovem de 24 anos morreu na sequência de um acidente de viação, na passada quarta-feira, dia 21 de fevereiro, na Lixa, concelho de...

Valongo: Homem morre após despiste contra paragem de autocarro

Um homem, de 48 anos, morreu, na noite do passado domingo, 18 de fevereiro, num acidente de viação na freguesia de Sobrado, em Valongo. O...

O Governo decidiu manter as condições excecionais dos exames do secundário só contarem para acesso ao ensino superior e anunciou que as provas finais do 9.º ano vão este ano servir apenas para aferição.

As medidas extraordinárias sobre a avaliação do ensino básico e secundário foram decididas hoje em Conselho de Ministros.

Relativamente às provas finais do 3.º ciclo, o executivo decidiu mantê-las, após estarem suspensas dois anos devido à pandemia da covid-19, mas sem contarem para a nota final dos alunos do 9.º, servindo apenas para efeitos de aferição.

“Dos resultados das provas de 9.º ano serão produzidos relatórios de escola desagregados por subdomínios, à semelhança do que acontece com as Provas de Aferição dos 2.º, 5.º e 8.º anos de escolaridade”, explica o Ministério da Educação em comunicado.

As provas de aferição dos mais novos vão também ser retomadas para que seja possível analisar o desenvolvimento das aprendizagens, permitindo que seja monitorizada as estratégias de recuperação das aprendizagens, com o objetivo de reconfigurar as medidas de apoio às escolas e aos alunos.

Já os exames do 11.º e 12.º anos mantêm, também, as condições excecionais aplicadas nos dois últimos anos letivos, isto é, os alunos podem ir a exame só às disciplinas que quiserem melhorar ou utilizar como prova de ingresso no ensino superior em que habitualmente, a realização destes seria obrigatória e a nota contabilizada para a classificação final à respetiva disciplina.

O Ministério da Educação justifica as medidas devido aos constrangimentos que pandemia da covid-19 voltou a impor durante o ano letivo, mas “importa ter informação precisa e sistematizada sobre as consequências no sistema”.

As provas de aferição para o ensino básico estão marcadas entre os dias 02 de maio e 20 de junho e as provas finais de ciclo para o 9.º ano estão agendadas para os dias 17, 21 e 23 de junho, na primeira fase, e para 20 e 22 de julho a segunda fase e os exames nacionais para o ensino secundário decorrem entre 17 de junho e 06 de julho na primeira fase e entre 21 e 27 de julho na segunda fase.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -