16.9 C
Munique
21.2 C
Porto
DestaqueAlunos do 3º ciclo e secundário, professores e funcionários serão testados no...

Alunos do 3º ciclo e secundário, professores e funcionários serão testados no regresso às aulas

Além dos rastreios no início do ano letivo, uma parte da comunidade escolar já deverá estar vacinada nessa altura

Relacionados

Câmara Municipal de Paços e Ferreira obrigada à alteração de horários da Polícia Municipal por ordem do tribunal

Tendo em conta a situação pandémica nacional que Portugal está a atravessar, a Câmara Municipal de Paços de Ferreira procurou estipular horários de trabalho...

Motociclistas agendam manifestação contra inspeções às motos

Depois de Jorge Delgado, Secretário de Estado das Infraestruturas, ter avançado, a 20 de setembro, que o Governo está a preparar um diploma para...

MEGA emitiu seis milhões de vouchers para manuais gratuitos em Portugal

A plataforma MEGA emitiu seis milhões de vouchers para manuais gratuitos, dos quais 80% já foram resgatados e os livros na posse nos alunos. O...

Na sequência de um parecer emitido na passada quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), foi tomada uma decisão do Ministério da Educação, recomendando a testagem da comunidade escolar, independentemente dos alunos estarem vacinados ou não.

Isto é, entre 14 e 15 de setembro, início do ano letivo, e até dia 15 de outubro, deverão ser testados todos os alunos do 3º ciclo e secundário, bem como os funcionários de todos os níveis de ensino. De acordo com a tutela, estes rastreios decorrerão em três fases.

De acordo com o DN, “até ao final da primeira semana de aulas, serão testados os professores e funcionários, num exercício que começa a 06 de setembro e termina no dia 17. Seguem-se os alunos do secundário nas duas semanas seguintes, entre 20 de setembro e 01 de outubro, e finalmente os alunos do 3º ciclo, entre 04 e 15 de outubro”.

O Ministério da Educação justificou a medida referindo que “o sucesso da Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2” demonstrou a relação entre casos de infeção em contexto escolar a incidência na comunidade.

A Direção-Geral da Saúde refere ainda que “esta testagem se faz sem prejuízo da realização futura de testes por motivo de investigação de casos, contactos e/ou surtos na comunidade escolar”. Além dos rastreios no início do ano letivo, uma parte da comunidade escolar já deverá estar vacinada nessa altura.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido