13.4 C
Munique
17 C
Porto
DestaqueLousada - CROA com aumento do número de adoções

Lousada – CROA com aumento do número de adoções

Relacionados

Câmara de Valongo reduz IMI em mais 2,5%

Com o intuito de dar continuidade ao processo de redução da taxa de IMI, de forma a atingir o percentual de 0,35%, valor inferior...

Lousada – Biblioteca Municipal comemorou 20 anos

A Biblioteca Municipal de Lousada assinalou 20 anos, no dia 12 de setembro. Para assinalar a data o Vereador da Cultura, Dr. Manuel Nunes,...

Câmara de Valongo adquire ao IHRU prédios inacabados

Abandonados há mais de 20 anos, os prédios devolutos do empreendimento de Mirante dos Sonhos, em Ermesinde, vão finalmente ser concluídos e colocados no...

No ano passado foram esterilizados 223 animais que estavam aos cuidados do Centro de Recolha Oficial de Animais (CROA) de Lousada e Associação Lousada Animal, através de protocolo estabelecido. Este é um número crescente face aos verificados em anos anteriores. O mesmo se tem verificado no número de animais recolhidos que, no ano passado, foram 220, enquanto em 2018, tinham sido 188. Em relação aos animais adotados a tendência mantém- se e, se em 2018 se contabilizaram 18, no ano passado foram 229 que passaram a ter um novo dono.Equivalencia-ao-12o-ano-e1674474604629

Por outro lado, o número de animais que foram eutanasiados tem vindo a decrescer de forma significativa, tendo como base os números de 2018, com 89 casos, e em 2022 registaram-se somente sete, motivados pelo sofrimento associado a doenças incuráveis.

O CROA tem uma lotação de 30 cães e, neste momento, não está a ser suficiente para dar resposta às situações.

O Vereador do Bem-estar Animal, Dr. António Augusto Silva, destaca que a “solução encontrada passa por ter uma outra estrutura, que está em fase adiantada de projeto, noutro local cujo investimento fica aquém dos 500 mil euros previstos inicialmente. Os valores são para o alojamento dos animais e estruturas de apoio, como gabinetes, enfermaria, armazéns, e outras salas específicas. A capacidade inicial vai ser de 51 cães e oito gatos, mas ao contrário da primeira solução tem área de expansão. A solução passa por aumentar a capacidade mas, sobretudo, evitar os nascimentos através de programas de esterilização e de mitigação através da adoção”.

A autarquia tem tido um papel importante em todo este processo, com vários programas, nomeadamente o que teve início no ano passado, designado de Programa de Promoção da Esterilização de Animais de Companhia, destinado a famílias que se encontram em situação de carência económica.

Para além das campanhas de adoção, que são feitas com muita regularidade, e onde são oferecidas a esterilizações, as vacinas e o chip, existem outros projetos complementares. Recentemente foi lançado o programa CED (Captura, Esterilização e Devolução) destinado a gatos em colónias (este programa não pode ser aplicado a canídeos, por força da lei).

O Dr. António Augusto Silva destaca ainda que “os resultados, claramente acima das metas definidas para 2022, deveram-se muito às campanhas realizadas, ao empenho dos colaboradores do CROA, às Associações de Defesa Animal do concelho como a Lousada Animal e o Cantinho da Zé, bem como a outros colaboradores individuais sempre disponíveis para ajudar. Foi também importante a candidatura vencedora de um Orçamento Participativo Jovem que ajudou a alavancar todo este trabalho, bem como a todos os que adotaram animais”.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido