-0.5 C
Munique
11.8 C
Porto
EconomiaACES Tâmega III – Vale do Sousa Norte venceu prémio na 14ª...

ACES Tâmega III – Vale do Sousa Norte venceu prémio na 14ª edição do “Boas Práticas em Saúde”

O ACES Tâmega III – Vale do Sousa Norte foi o vencedor, deste ano, na categoria de “Melhor Poster” com o projeto “Covid-19 no Contexto de Saúde Escolar”

Relacionados

GNR deteve jovem por tráfico de droga em Paços de Ferreira

A GNR de Paços de Ferreira deteve, ontem, um homem de 22 anos por tráfico de droga no concelho. No âmbito de uma ação de...

179 cidadãos de Baião exerceram o voto antecipado em mobilidade

No passado domingo, no concelho de Baião, 179 cidadãos exerceram o seu direito ao voto antecipado em mobilidade no âmbito das eleições legislativas de...

Santo Tirso: Incêndio deflagra numa habitação em Refojos

Ontem, ocorreu um incêndio numa habitação na Rua de Sande, em Refojos, município de Santo Tirso. O alerta para o incêndio foi dado pelas...

O ACES Tâmega III – Vale do Sousa Norte foi o vencedor, deste ano, na categoria de “Melhor Poster” com o projeto “Covid-19 no Contexto de Saúde Escolar”, na 14ª edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde, decorrido no dia 22 de novembro de 2021.

O prémio é promovido desde 2006, enquanto iniciativa organizada pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar, pela Direção-Geral da Saúde, Administração Central do Sistema de Saúde, IP, as cinco Administrações Regionais de Saúde e, nas últimas edições, contou com a colaboração da Direção Regional de Saúde dos Açores e da Secretaria Regional de Saúde da Madeira, abrangendo o território nacional e com o principal objetivo de dar a conhecer as boas práticas em saúde a nível nacional, no âmbito da qualidade e inovação, com vista a replicar as mais-valias para o bom desempenho do Sistema de Saúde.

O projeto “Covid-19 no Contexto de Saúde Escolar” foi desenvolvido para garantir uma abertura segura do espaço escolar no ano letivo 2020-2021 durante a pandemia por SARS-COV-2, no ACES Tâmega III – Vale do Sousa Norte. O projeto foi implementado com o envolvimento da Unidade de Saúde Pública, as Unidades de Cuidados na Comunidade, a Unidade de Apoio à Gestão, as Áreas Dedicadas a Doentes Respiratórios, as Autarquias Locais, nomeadamente Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira, bem como todas as escolas dos três concelhos.

O projeto surgiu no âmbito da evolução da pandemia ao nível local, a iminente abertura das escolas e as necessidades detetadas junto dos estabelecimentos de ensino, contemplando a adaptação dos espaços escolares, a capacitação da comunidade educativa, garantindo uma resposta célere e adequada que permitisse prevenir o surgimento de cadeias de transmissão no espaço escolar e consequente agilização do processo de investigação epidemiológica.

O projeto enquadra-se no Programa Nacional de Saúde Escolar nomeadamente no eixo 2 “Ambiente Escolar e Saúde”, área de intervenção “Ambiente Escolar Seguro e Saudável” e eixo 6 “Parcerias”. O alinhamento seguido pelo projeto em conjunto com o Plano Local de Saúde do ACES VSN, nomeadamente no que diz respeito às dificuldades com o sono, ansiedade e depressão, tendo sido desenhado após o diagnóstico de situação realizado junto da comunidade educativa para deteção de problemas e respetiva priorização, que apontou a intervenção no âmbito COVID-19 como prioritária em todos os ciclos e ensino.

Realizada uma análise do 1º período do ano letivo 2020-2021, tendo sido efetuada uma estimativa de redução de custos, analisando 4 vetores, como a gestão de casos suspeitos (11.431,35€), circuito de testagem (171.862,50€), celeridade de atuação (7.934.918,50€), prevenção de pânico e sobreutilização dos serviços de saúde (26.282,60€), estimando-se, em suma, uma redução total de custos durante o 1º período do ano letivo 2020-2021 de 8.144.4 97,85€.

O projeto “Covid-19 no contexto em Saúde Escolar” permitiu o ganho e mais-valia no âmbito da:

  • Diminuição da ansiedade da comunidade educativa;
  • Diminuição da procura desajustada de recursos de saúde [nomeadamente, Área Dedicada aos Doentes Respiratórios (ADR), SNS24 e serviço de urgência];
  • Diminuição do tempo de resposta perante casos suspeitos e confirmados;
  • Empoderamento e aumento do sentimento de confiança da comunidade educativa;
  • Redução do absentismo escolar e laboral.

O projeto foi igualmente submetido ao Prémio de Boas Práticas “Covid-19: Resiliência, Singularidade e Determinação” tendo ficado no Top 15 a nível nacional.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido