9.9 C
Munique
15.8 C
Porto
NacionalEstado de Emergência irá vigorar entre 17 e 31 de março. Hoje,...

Estado de Emergência irá vigorar entre 17 e 31 de março. Hoje, o Governo já apresentou o Plano de Desconfinamento

A partir da próxima segunda-feira, as creches, pré-escolar e 1º. Ciclo irão abrir, bem como o comércio ao postigo. Cabeleireiros também irão abrir, bem como as bibliotecas.

Relacionados

Câmara Municipal de Paços e Ferreira obrigada à alteração de horários da Polícia Municipal por ordem do tribunal

Tendo em conta a situação pandémica nacional que Portugal está a atravessar, a Câmara Municipal de Paços de Ferreira procurou estipular horários de trabalho...

Motociclistas agendam manifestação contra inspeções às motos

Depois de Jorge Delgado, Secretário de Estado das Infraestruturas, ter avançado, a 20 de setembro, que o Governo está a preparar um diploma para...

MEGA emitiu seis milhões de vouchers para manuais gratuitos em Portugal

A plataforma MEGA emitiu seis milhões de vouchers para manuais gratuitos, dos quais 80% já foram resgatados e os livros na posse nos alunos. O...

Apesar do desconfinamento se iniciar na próxima semana, o Estado de Emergência mantem-se, a iniciar no próximo dia 17 de março, permitindo manter as medidas de contenção da covid-19 até ao dia 31. De acordo com nota divulgada no portal da Presidência da República, é possível ler que “estando a situação a evoluir favoravelmente, fruto das medidas tomadas ao abrigo do estado de emergência, mas permanecendo sinais externos ainda complexos e impondo acautelar os passos a dar no futuro próximo, o Presidente da República entende haver razões para o manter por mais 15 dias, nos mesmos termos da última renovação, pelo que acaba de transmitir à Assembleia da República o respetivo projeto de decreto”.

 

Plano de Desconfinamento

Hoje, o Conselho de Ministros reuniu-se para decidir o plano de desconfinamento, o qual irá iniciar na próxima segunda-feira.

Face às restrições colocadas em tempos de pandemia, as regras gerais irão manter-se, nomeadamente no que diz respeito ao teletrabalho, sempre este seja possível. Os horários de funcionamentos deverão realizar-se até às 21h durante a semana, até às 13h ao fim-de-semana e feriados e, no que diz respeito ao retalho alimentar, até às 19h.

No próximo dia 15 de março, as atividades que irão iniciar-se serão:

  • Creches, pré-escolar e 1º ciclo (e ATLs para as mesmas idades);
  • Comercio ao postigo;
  • Cabeleireiros, manicures e similares;
  • Livrarias, comércio automóvel e mediação imobiliária;
  • Bibliotecas e arquivos

 

Já no dia 5 de abril, deverão abrir:

  • 2º. E 3º. Ciclo (e ATLs para as mesmas idades);
  • Equipamentos sociais na área de deficiência;
  • Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares.
  • Lojas até 200 m2 com porta para a rua.

 

19 de abril, deverá abrir:

  • Ensino secundário e ensino superior;
  • Cinema, teatros, auditórios, salas de espetáculo;
  • Lojas de cidadão com atendimento presencial por marcação;
  • Todas as lojas e centros comerciais;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 4 pessoas ou 6 em esplanadas) até às 22h ou 13h ao fim de semana e feriados;
  • Atividade física ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo;
  • Eventos exteriores com diminuição de lotação;
  • Casamentos e batizados com 25% de lotação.

 

Finalmente, a 3 de maio, os negócios que poderão voltar ao funcionamento normal, serão:

  • Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 6 pessoas ou 10 em esplanadas) sem limite de horário;
  • Todas as modalidades desportivas;
  • Atividades ao ar livre e ginásios.

 

De acordo com os dados da Direção-Geral de Saúde, em Portugal já morreram mais de 16.600 doentes vítimas da Covid-19, contabilizando-se igualmente, até ao momento, mais de 812 mil casos de infeção. Em contrapartida, até ao momento, já foram recuperados 744 mil doentes.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido