13.7 C
Munique
23.6 C
Porto
NacionalFNE insiste na vacinação dos docentes e não docentes do ensino superior

FNE insiste na vacinação dos docentes e não docentes do ensino superior

A FNE afirma que só com a vacinação de docentes e não docentes de todos os graus de ensino se pode garantir o clima de segurança e confiança no regresso ao ensino presencial.

Relacionados

Inspeção das motas será obrigatória a partir de 1 de janeiro de 2022

O Secretária de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, avançou ao Jornal de Negócios, esta segunda-feira, que “a partir de 1 de janeiro de 2022,...

Detido em Penafiel por agressão física e psicológica à esposa

A GNR do Penafiel deteve, na passada quinta-feira, um homem de 54 anos por violência doméstica no concelho de Penafiel. No decorrer de uma investigação...

Presidente da Iniciativa Liberal visitou ETAR de Paços de Ferreira após denúncias de habitantes

Hoje, a Iniciativa Liberal reuniu o candidato à Assembleia da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, João Carneiro, e o Presidente da Iniciativa Liberal,...

A Federação Nacional da Educação (FNE) insiste junto do Governo na “obrigação da vacinação em Educação incluir os docentes e não docentes do ensino superior, evitando assim que e nenhum setor de ensino fique excluído do processo”, adianta a FNE em nota.

No início do ano escolar, a FNE e os sindicatos apresentaram, junto do Ministério da Educação (ME) a reivindicação e insistência na “necessidade de se vacinarem todos os trabalhadores da educação, docentes e não docentes, nos estabelecimentos de ensino”, confirma a nota da FNE.

O Governo lançou o processo de vacinação de docentes e não docentes do ensino básico e do ensino secundário, faltando os trabalhadores da educação e ensino superior. A FNE afirma que “só com a vacinação de docentes e não docentes de todos os graus de ensino se pode garantir o necessário clima de segurança e confiança no regresso ao ensino presencial”. Isto não irá invalidar a necessidade de os estabelecimentos adotarem os procedimentos, regras e condições de preservação da saúde pública, não devendo haver recuos.

Assim, para a FNE é fundamental que se adote, brevemente, a decisão de vacinação dos docentes, não docentes e alunos do ensino superior.

publicidade

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido