9.6 C
Munique
16.9 C
Porto
NacionalLinha Internet Segura da APAV regista aumento no número de contactos em...

Linha Internet Segura da APAV regista aumento no número de contactos em 2021

Em outubro, mês europeu da Cibersegurança, a APAV comunica a receção de 337 contactos através da linha internet segura entre janeiro e setembro de 2021

Relacionados

PCP pede esclarecimentos à ARS Norte pela demissão dos responsáveis pela Urgência Metropolitana de Psiquiatria do Porto

O Partido Comunista Português (PCP) avançou, ontem, uma proposta para realizar uma audição da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) relativa à...

Milhares de portugueses apoiam greve aos combustíveis nas redes sociais

Um grupo criado no Facebook há 48 horas, intitulado de “Greve aos combustíveis”, conta já com mais de 500 mil membros. Na descrição é...

Jovem pacense em Erasmus morreu na Polónia

Na Varsóvia, capital da Polónia, foi encontrado o corpo de uma jovem natural de Penamaior, freguesia de Paços de Ferreira, numa varanda de uma...

O Mês Europeu da Cibersegurança é celebrado em outubro e é uma iniciativa anual de sensibilização organizada pela Comissão Europeia e pela Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA) dedicada à promoção da cibersegurança entre cidadãos e organizações, bem como ao fornecimento de informações atualizadas sobre a segurança online através da sensibilização e da partilha de boas práticas.

A Associação de Apoio às Vítimas (APAV) nacional celebra este dia em conjunto com a ENISA e refere, através de um comunicado, que a Covid-19 veio testar a resiliência da segurança online no mundo, levando mais cidadãos a conduzir as vidas diárias online. Assim, a APAV alerta para a importância da utilização segura da internet.

De acordo com um estudo realizado pela Norton, uma empresa que fornece software e serviços de segurança cibernética, refere que 1 em cada 5 utilizadores de dispositivos eletrónicos não toma medidas para proteger os dispositivos e, se o dispositivo for hackeado, “a grande maioria (87%) diz que tomaria medidas para mitigar os efeitos do ataque, a maioria refere que as ações a tomar seriam alterar a configurações de privacidade e/ou alterar as palavras-passe (51%)”.

O estudo acrescenta ainda que cerca de 1 em cada 3 utilizadores nega permissões de acesso das aplicações aos dispositivos (35%), alterando as palavras passe de origem dos dispositivos (33%), atualizando regularmente as palavras passe das suas aplicações (30%) ou instalando um software de proteção contra ataques informáticos (29%).

A Linha Internet Segura, pertencente à APAV, verificou um aumento do número de contactos após a pandemia de Covid-19, contabilizando, no período de janeiro a setembro do presente ano, 337 contactos realizados para esclarecimentos e apoio. A APAV destaca que “30% dos contactos realizados estão associados a ataques à segurança da informação dos utilizadores, sobretudo esquemas de Phishing (envio de emails fraudulentos tendo em vista a obtenção de informação pessoal e confidencial) e Smishing (envio de SMS fraudulentas) e falsidade informática” avança, em comunicado, a APAV.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido