10.3 C
Munique
20.7 C
Porto
OpiniãoPoliticArtes (#5)

PoliticArtes (#5)

Relacionados

Receita da Câmara Municipal de Paços de Ferreira quase triplica entre 2012 e 2021

Quem assistiu aos debates municipais do concelho de Paços de Ferreira nos órgãos de comunicação social regionais, que desde já quero agradecer o profissionalismo...

Meio campo, meio sintético

‘Longos dias têm cem anos’, neste caso em particular têm-se demonstrado anos muito curtos, uma vez que passados 12 anos de governação deste executivo...

Jorge Sampaio: o futuro do passado?

A morte de Jorge Sampaio fez emergir um conjunto de memórias e debates acerca da importância desta figura ímpar da democracia Portuguesa e, também,...

Passada mais uma semana, sem saber quando poderemos sair da invisível jaula do confinamento, as atividades políticas fervilham, as autárquicas continuam a dar que falar.

Pedro Santana Lopes saltitou de um município para outro, ele anda a incomodar…desta vez foi Sintra. Vamos ver qual ver ser o próximo “apeadeiro” ideal para este desnorteado “dinossauro” de tons alaranjados, bem suaves.

O PSD agendou um dia para apresentar os 100 candidatos para as próximas eleições autárquicas, José Silvano, secretário-geral do partido, foi o cicerone, fez lembrar as expectantes conferências de imprensa do selecionador nacional de futebol a anunciar as novidades do onze inicial. Por falar em novidades, José Silvano anunciou 23 novidades, 23 novas esperanças para refrescar a luta para o poder local.

Quem já está em luta autárquica, é sem dúvida, Carlos Moedas. Ele definiu muito bem as suas pretensões para Lisboa, descartando ligações à esquerda e enaltecendo que a sua proposta política é a única mais-valia para combater os “anos rosa” da capital. Rui Rio teria muito que aprender com o poder de ação de Moedas.

Quem anda nas ruas da amargura, são os independentes, que se viram forçados a contestar em conjunto, a asfixiante lei eleitoral das assinaturas em separado de organismos. São João da Pesqueira foi por momentos a capital independentista do país, curiosamente com mais intenções burocráticas do que com intuitos libertários. PS indicou recetividade na revisão das alterações propostas.

Nas sondagens Marcelo e Costa continuam na frente. Será que Ventura vai fazer mais uma birra infantil por não estar à frente dos seus oponentes?

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido