PolíticaDistrital do PSD PORTO lança campanha: “Socialismo Empobrece”

Distrital do PSD PORTO lança campanha: “Socialismo Empobrece”

Relacionados

Paços de Ferreira: PSD reage às buscas nos paços do concelho

O PSD de Paços de Ferreira emitiu um comunicado reagindo às buscas policias no concelho. No comunicado pode ler-se o seguinte: "Na passada sexta-feira, o...

Paredes: PSD de Paredes congratula-se pela vitória da AD no concelho

O PSD Paredes, na pessoa do Presidente da Comissão Politica Ricardo Sousa, congratulou-se, através de um comunicado de imprensa, pela vitória da Aliança Democrática...

Paredes: PSD apresenta queixa ao Ministério Público por roubo de outdoors

O PSD de Paredes apresentou uma queixa no Ministério Público (MP) pelo desaparecimento de dois outdoors de campanha. Num comunicado, a comissão política concelhia dos...

O PSD Distrital do Porto arrancou com uma campanha de outdoors nos 18 concelhos do distrito do Porto, alusivos à consequência principal das más politicas levadas a cabo, no últimos anos, pelo governo socialista, liderado por António Costa: pobreza a vários níveis.

Na opinião de Sérgio Humberto, presidente da comissão política distrital do PSD do Porto, a generalidade dos portugueses, e a população do distrito do Porto em particular, já não aguentam mais a austeridade imposta por este governo.

“A degradação dos serviços públicos, o aumento sucessivo do cabaz de alimentos, o custo da habitação e os respetivos encargos bancários, a estagnação do salário médio, o desemprego jovem, o aumento das taxas de juro e respetiva inflação, o congelamento de carreira e de salários, a elevada carga de impostos, o crescimento deficiente da nossa economia e aumento constante dos combustíveis justificam este nosso grito de revolta, através deste outdoor junto da população do distrito do Porto”,  justifica Sérgio Humberto.

“O rendimento disponível erodiu-se de forma gritante, polarizando a capacidade financeira das famílias, e destruindo o poder de compra, aniquilando a classe média e atirando 40% da população para o limiar da pobreza.”

“O Socialismo Empobrece” no país em que o Governo alega um crescimento da sua economia, acima da média, no último ano, “esquecendo” que Portugal está e se mantém há anos na cauda da Europa, sendo ultrapassado nesse crescimento por quase todos os países da EU.

Para Sérgio Humberto “as consequências do Socialismo que governa Portugal há anos são óbvias para todos os portugueses: redução extrema do poder de compra num país que ao invés de libertar rendimentos para compensar o problema, bate recordes na recolha de impostos aos mais vulneráveis”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -