RegionalCelorico de BastoAD e PS dividem vitórias nos Concelhos da Região do Tâmega e...

AD e PS dividem vitórias nos Concelhos da Região do Tâmega e Sousa

Relacionados

Paredes: Homem morre após despiste de mota

Um homem, de 29 anos, morreu, no último sábado, dia 20 de julho, na sequência de um acidente na Rua da Ferrugenta em Lordelo,...

Paredes: Idosa morre após despiste de carro

Uma idosa, de 81 anos, morreu, na manhã do passado dia 17 de julho, quando o carro que conduzia se despistou e embateu contra...

Lousada: Homem é detido para cumprimento de pena de prisão efetiva

O Comando Territorial do Porto, através do Posto Territorial de Lousada relatou através de um comunicado que deteve, no passado dia 9 de julho,...

A população europeia, foi, no passado dia 09 de junho, chamada a votar para eleger os assentos no Parlamento Europeu.

Na região do Tâmega e Sousa o PS obteve vitória nos concelhos de Amarante, com 39,4% dos votos, de Baião, com 43,88%, de Castelo de Paiva, com 39,09%, de Cinfães, com 41,39%, de Lousada, com 39,05%, de Felgueiras, com 38,51% e, por último, de Penafiel, com 36,78% dos votos.

Já a Aliança Democrática reuniu o maior numero de votos nos Concelhos de Celorico de Basto, com 43,93% dos votos, do Marco de Canaveses, com 37,11%, de Paços de Ferreira, com 40,87%, de Paredes, com 39,05% e finalmente, de Resende, com 39,35%.

Na totalidade da região do Tâmega e Sousa, a taxa de abstenção ultrapassou os 60%.

No concelho de Paços de Ferreira a AD obteve o maior número de votos, com 7.720, superando o PS com 5871. Em terceiro lugar surge o Chega, com 7,69% dos votos e em quarto a Iniciativa Liberal, com 7,42 %.

A Aliança Democrática reagiu à vitória no Concelho com um comunicado, destacando o orgulho de ter “conseguido o segundo resultado mais expressivo do distrito do Porto, aumentando o número de eleitores da AD”, contribuindo também decisivamente para a eleição do seu candidato a eurodeputado, Sérgio Humberto.

Finalmente, ainda no mesmo comunicado, a AD considera estas duas vitórias consecutivas evidenciam que o PS, partido que gere a Câmara Municipal de Paços de Ferreira, está em “contraciclo, voltando a perder no concelho de forma expressiva, registando ainda uma das piores percentagens do distrito do Porto”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -