19.7 C
Munique
21.4 C
Porto
RegionalAmaranteAmarante: GNR deteve homem por perseguição controlo diário da vida da ex-companheira

Amarante: GNR deteve homem por perseguição controlo diário da vida da ex-companheira

O detido perseguia, também, o atual namorado da vítima, injuriando-os e dirigindo-lhes ameaças de morte, com recurso a armas de fogo

Relacionados

Conheça os candidatos do Partido Socialista à Câmara Municipal de Paredes

O Partido Socialista de Paredes apresentou a recandidatura de Alexandre Almeida à Câmara Municipal. O recandidato à Câmara Municipal de Paredes tem 47 anos e...

Vereador da Trofa ilibado e ex-líder do Trofense condenado por desviar subsídio

O tribunal de Matosinhos condenou, hoje, o antigo presidente do Trofense, Paulo Melro, por desviar para o futebol profissional subsídios camarários atribuídos ao desporto...

Meia maratona do Porto condiciona o trânsito a partir de sexta-feira

A 14ª meia maratona do Porto irá provocar, a partir de sexta-feira e, até domingo, o trânsito permanecerá condicionado, bem como o estacionamento, em...

A GNR de Penafiel deteve, na passada segunda-feira, um homem de 58 anos por violência doméstica no concelho de Amarante.

No decorrer de uma investigação por violência doméstica, a GNR apurou que o suspeito manteve uma relação com a vítima durante 9 anos, ex-companheira de 56 anos, a qual terminou há um ano. De acordo com a GNR, o detido não aceitou a separação e, após a vítima ter iniciado uma nova relação, “o agressor começou a adotar uma postura de perseguição e controlo diário sobre a vida da vítima, passando também a perseguir o atual namorado, injuriando-o e dirigindo-lhes ameaças de morte, reforçadas com recurso a armas de fogo”, refere a GNR em nota.

Com base nestas circunstâncias e perante a gravidade dos factos, a GNR realizou duas buscas, uma domiciliária e uma a um veículo, tendo apreendido quatro armas de fogo, um bastão e diversas munições.

A GNR deteve o suspeito e este foi presente a primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel na passada terça-feira, onde lhe aplicaram as medidas de coação de “proibição de contactar com a vítima por qualquer meio ou forma ou por interposta pessoa, e proibição de adquirir armas de fogo”, conclui nota da GNR.

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor deixe o seu comentário
Por favor insira o seu nome

- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -
error: Conteúdo protegido