RegionalAmaranteHomem de 48 anos detido em Amarante por violência doméstica

Homem de 48 anos detido em Amarante por violência doméstica

Relacionados

Santo Tirso: Motociclista morre após despiste na Serra da Agrela

Um homem de 33 anos morreu, no passado domingo, dia 19 de maio, na serra da Agrela, em Santo Tirso, após ter sofrido um...

Freamunde: viagens escolares levantam suspeitas

Comportamentos de auxiliar aos alunos de Freamunde nas viagens escolares levanta suspeitas Os encarregados de educação de alunos do Centro Escolar de Freamunde estão a...

Paredes: Homem com antecedentes é detido por violência doméstica

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel deteve, no passado dia 10 de maio,...

A GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio à Vítima de Penafiel, deteve no passado domingo, um homem de 48 anos por violência doméstica no concelho de Amarante.

A GNR apurou que a vítima, uma mulher de 35 anos, era sujeita a “violência física e sexual, por parte do agressor, seu marido, com quem estava casada há um ano”, refere a GNR em comunicado.

No decorrer deste período, a GNR realça que a violência em causa tomou proporções maiores quando o agressor passou a consumir bebidas alcoólicas e, nos últimos três meses, foi possível apurar que o suspeito exerceu, por diversas vezes, “violência física, sexual e psicológica contra a ofendida”.

Face ao escalar da violência e no seguimento da ação policial, o suspeito foi detido e presente, no dia de ontem, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, ficando sujeito às medidas de coação de “proibição de permanecer ou de se aproximar da residência da família, num raio de 300 metros, controlado por pulseira eletrónica, proibição de contactar por qualquer forma ou por interposta pessoa a ofendida, e à obrigação de se sujeitar a avaliação médica e eventual tratamento à sua dependência alcoólica, nos termos a definir pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais”, conclui a GNR.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -